Vasco sai na frente, mas cede empate e decepciona a torcida em São Januário

Líder da Série B do Brasileiro, Ponte Preta mantém vantagem de seis pontos em relação ao clube carioca na competição

Por O Dia

Rio - O Vasco voltou a decepcionar a torcida. Após duas derrotas seguidas (para Santa Cruz e América-RN), o Gigante da Colina desperdiçou a oportunidade de se reabilitar. E justamente em um confronto direto. Neste sábado, o Cruzmaltino saiu na frente, mas vacilou e cedeu o empate para a Ponte Preta: 1 a 1, em São Januário. O resultado mantém o clube carioca a seis pontos da liderança da Série B do Campeonato Brasileiro.

Joel Santana amarga o terceiro jogo seguido sem vitóriaBruno de Lima

Com 55 pontos, o Vasco está na terceira colocação, com cinco pontos a menos em relação ao Joinville (vice-líder). A Ponte Preta, que lidera a Série B, tem 61 pontos. O Gigante da Colina volta a campo na sexta-feira, às 21h50, e encara o Paraná. A Ponte joga no sábado, às 16h20, e recebe o Sampaio Corrêa no Moisés Lucarelli.

FOTOGALERIA: As imagens do empate entre Vasco e Ponte Preta em São Januário

Contra a Ponte Preta, Joel Santana fez mudanças e colocou um time mais ofensivo, com Dakson, Maxi Rodríguez, Lucas Crispim e Kleber. No primeiro tempo, o Vasco encontrou dificuldade para criar. A pressão na etapa final funcionou, mas o time foi castigado com um gol e não conseguiu ter forças para buscar a vitória.

O jogo

A Ponte Preta não sentiu o fato de jogar em São Januário e logo assustou. Rafael Costa arriscou da entrada da área e acertou o travessão. O Vasco encontrava dificuldade para criar. A primeira chance só aconteceu aos 27 minutos. Kleber foi lançado pela direita e chutou, mas parou em Roberto. Joel Santana fez a primeira mudança ainda no primeiro tempo. Ele tirou Lorran, que havia recebido cartão amarelo e fez duas faltas passíveis de levar outra punição. Marlon entrou.

O Vasco quase abriu o placar com Kleber. O Gladiador surgiu livre após cobrança de escanteio, mas não conseguiu cabecear para o gol. Na reta final do primeira etapa, Dakson obrigou Roberto a salvar a Ponte de novo.

O Gigante da Colina voltou para o segundo com tudo e pressionando. De fora da área, Maxi Rodríguez obrigou Roberto a salvar. Na sequência, ele nada pôde fazer. Kleber cruzou e Lucas Crispim emendou de primeira: 1 a 0. A Ponte Preta empatou logo depois. Roni, que entrou no lugar de Alexandro no intervalo, desceu pela esquerda, passou pela marcação e achou Rafael Costa. O atacante chutou e fez 1 a 1 em São Januário.

Lucas Crispim marcou, mas Vasco não conseguiu segurar o resultadoBruno de Lima

O jogo ganhou em emoção. Lucas Crispim arriscou de fora da área. Roberto apareceu bem de novo e salvou a Ponte mais uma vez. A torcida do Vasco não gostou quando Joel tirou Lucas Crispim para colocar Montoya. O técnico ouviu os gritos de "burro". Em defesa do treinador, Crispim pediu para sair. Ele sentiu um problema. A Ponte Preta era melhor, mas não conseguia acertar o contra-ataque. O empate por 1 a 1 persistiu no placar.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1X1 PONTE PRETA

Estádio: São Januário
Público e renda: 11.209 pagantes / 12.896 presentes / R$ 238.745,00
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Gols: Lucas Crispim (Vasco, aos 2' do 2ºT) e Rafael Costa (Ponte Preta, aos 6' do 2ºT)
Cartão amarelo: Lorran e Kleber (Vasco) e Rodnei (Ponte Preta)
Cartão vermelho: -

VASCO: Martín Silva; Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva (Luan, aos 25' do 2ºT) e Lorran (Marlon, aos 33' do 1ºT); Aranda, Guiñazu, Dakson e Maxi Rodríguez; Lucas Crispim (Montoya, aos 30' do 2ºT) e Kleber; Técnico: Joel Santana.

PONTE PRETA: Roberto; Rodnei, Gilvan, Tiago Alves e Bryan; Juninho, Fernando Bob (Adilson Goiano, aos 18' do 2ºT) e Renato Cajá (Thomás, aos 25' do 2ºT); Jonathan Cafu, Alexandro (Roni, no intervalo) e Rafael Costa; Técnico: Guto Ferreira.