Celso Roth descarta pedir demissão no Vasco: 'Não me passa pela cabeça isso'

Técnico chegou há pouco mais de um mês e está pressionado

Por O Dia

Rio - Além do treino aberto, o vasco também teve nesta segunda-feira o retorno das entrevistas coletivas. O treinador Celso Roth abordou vários temas: como a semana de treinos, a ausência de Andrezinho no treino desta segunda-feira, um possível risco de demissão e o provável retorno de Martin Silva ao time titular. O uruguaio havia sido barrado do duelo contra o Corinthians.

"Martin Silva continua titular. Precisava de treino para treinamento. Se as coisas continuarem dentro da normalidade, ele será o goleiro titular no domingo", afirmou.

Celso Roth concedeu coletiva na ColinaPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Celso Roth descartou qualquer possibilidade de deixar o cargo de treinador do Vasco. Há pouco mais de um mês no clube, o treinador jamais conseguiu tirar, por um rodada, o Gigante da Colina da zona de rebaixamento.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

"Não me passa na cabeça, porque estou aqui há 40 dias. É uma coisa pública, nossa cultura. São 40 dias de trabalho e as coisas são colocadas em cima de um treinador que não conseguiu treinar", disse.

Sobre o período de treinos, Celso Roth comemorou o intervalo sem partidas. O Gigante da Colina está sem atuar desde a última quarta-feira e só vai voltar aos gramados no próximo domingo, Dia dos Pais.

"Recuperamos jogadores, fizemos trabalho físico. Domingo eles foram liberados, como parte do treinamento. Primeira folga em mais de um mês. Foi o maior treinamento que tivemos desde a minha chegada", afirmou.

Andrezinho não participou do treino desta segunda-feira, em São Januário. Segundo o treinador, isso aconteceu devido a dores no joelho.

"Desde o jogo contra Fluminense, o Andrezinho vem sentindo joelho. Fez exame de tarde para ver extensão do problema. Não está se sentindo 100% e está sendo poupado", concluiu.