Zagueiro Paulão impõe respeito na estreia e ganha elogios do técnico do Vasco

Jogador já está sendo chamado pela torcida vascaína de Xerifão da Colina

Por O Dia

Rio - O zagueiro Paulão precisou de apenas um jogo para cair nas graças da torcida e do técnico Milton Mendes. Com atuação segura, o novo Xerifão vascaíno jogou sério, não teve vergonha de dar chutão, quando necessário, e ainda demonstrou muita liderança ao dar uma bronca em Gilberto, após um erro do lateral-direito, por excesso de preciosismo.

Paulão já nas graças da torcida vascaínaPaulo Fernandes/Vasco.com.br

"Estávamos precisando de um, entre aspas, 'mauzão', de um xerife, porque o futebol é feito de coisas bonitas, fair play, mas também é para homem, para macho! Como se diz em Portugal, futebol é um desporto de gente de barba forte. É importante termos um xerife", elogiou o técnico, que sonhava há muito tempo trabalhar com Paulão.

"Ele é um jogador que eu já conhecia, é o terceiro clube que eu tentei levá-lo. No futebol não existe essa história de o jogador chegar e precisar de um tempo. Quem tem personalidade, tem. Quem não tem, não tem", destacou.

Já a estreia obrigatória de de Breno, devido à lesão de Rafael Marques, deixou a desejar, segundo o técnico. O zagueiro ficou dois meses sem jogar e sentiu o tempo inativo. Mas, apesar da falta de ritmo, Paulão e Breno devem ser os titulares no clássico de sábado com o Fluminense.

"O Breno sentiu a falta de ritmo, o tempo de bola. O retorno dele foi após um longo período parado, mas, aos poucos, eles vão se conhecer mais e, provavelmente no próximo jogo, serão os titulares", adiantou o técnico.

Na última segunda-feira, o zagueiro Rafael Marques fez exame para avaliar a extensão da lesão na coxa esquerda. O resultado não foi revelado, mas ele deve ficar ao menos duas semanas fora.