Ibovespa sobe 0,63% e dólar fecha no maior patamar em quase 10 anos

Moeda norte-americana subiu mais de 1%, cotada a R$ 2,64, por dúvidas sobre o futuro das intervenções do BC

Por O Dia

Após três quedas consecutivas, o principal índice acionário brasileiro fechou no azul nesta quinta-feira, apoiado na recuperação pontual de ações como do setor financeiro e da influência positiva dos mercados internacionais.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa subiu 0,63%, aos 49.861 pontos. O giro financeiro somou R$ 6,3 bilhões.

As ações da Petrobras esvaziaram perdas na reta final da sessão, mesmo após Ministério Público Federal divulgar as primeiras denúncias resultantes da operação Lava Jato, que investiga um suposto esquema de corrupção na estatal.

No mercado de câmbio, o dólar fechou em alta de mais de 1% nesta quinta-feira, cotado a R$ 2,64 reais pela primeira vez em quase dez anos, impulsionado por dúvidas sobre o futuro do programa de intervenções do Banco Central no câmbio e o ambiente externo mais desfavorável.

A moeda norte-americana subiu 1,34%, a R$ 2,6476 na venda.  "O cenário externo piorou bastante durante a tarde e o mercado, que já está nervoso porque não sabe o que vai acontecer com o programa do BC, bateu as máximas. O resultado é que todo mundo que estava vendido se apavora e foge", disse o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho.

Uma rodada de dados fortes sobre a economia dos Estados Unidos, incluindo vendas no varejo, deixou investidores nervosos a uma semana da reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano. Os agentes financeiros temem que o Fed abandone a promessa de manter os juros quase zerados por um "tempo considerável", o que tenderia a impulsionar o dólar.

Segundo operadores de importantes casas de câmbio, operações automáticas de compra de divisa foram ativadas quando o dólar atingiu cotações próximas de 2,63 reais. Investidores vendidos em dólares haviam montado essas operações ("stop-loss") para limitar suas perdas.

O avanço aumentou a pressão sobre o mercado de câmbio, que já vive as incertezas sobre a continuidade do programa de atuações diárias do BC no câmbio.

Últimas de _legado_Notícia