Tartaruga mais velha do mundo é homossexual

Durante 26 anos, Jonathan manteve relação com Frederica, que na verdade é Frederico

Por O Dia

Reino Unido - Jonathan, a tartaruga mais velha do mundo, com 186 anos, vive em Santa Helena, uma ilha no território britânico. Ele vivia há 26 anos com sua companheira Frederica, que na verdade, segundo descoberta recente, é um macho, o que fez de Jonathan uma tartaruga homossexual.

A velha tartaruga chegou na ilha aos 30 anos como presente para o governador. De acordo com o jornal “The Times”, a tartaruga viveu sozinha na ilha por muito tempo. Com 80 anos de idade, ele começou a se mostrar muito irritado, batendo em árvores e interrompendo jogos de cricket no quintal da mansão.

Jonathan a tartaruga mais velha do mundo Reprodução Internet

Foi aí que Jonathan ganhou uma “parceira”, a Frederica. O romance entre os dois logo começou e eles se acasalavam com muita frequência. Curiosamente, ao longo de 26 anos de convívio, nenhum filhote nasceu.

Recentemente, Frederica foi levada ao médico para tratar de uma ferida no casco, o que acabou trazendo a grande revelação: Frederica, na verdade, era um macho. Assim, Jonathan  manteve relações homossexuais durante 26 anos, o que explica o não nascimento de filhotes.

As diferenças sexuais entre tartarugas não são facilmente identificadas. O sexo é reconhecido através da curvatura do casco inferior, já que machos tem a barriga mais côncava para encaixar melhor nas costas da fêmea. No entanto, em tartarugas tão grandes como Jonathan e Frederica, que agora virou Frederico, essas diferenças não são tão perceptíveis.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência