Chefe religioso iraniano pede que palestinos se rebelem

O pedido foi feito após o reconhecimento por Washington de Jerusalém como capital do Estado hebreu.

Por O Dia

Irã - O imã responsável pela tradicional oração desta sexta-feira em Teerã, nomeado pelo Guia Supremo iraniano, pediu nesta sexta-feira aos palestinos que se rebelem contra Israel. O pedido foi feito após o reconhecimento por Washington de Jerusalém como capital do Estado hebreu.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, "fez uma cruz sobre os 70 anos de negociações" de paz, declarou o aiatolá Ahmad Jatami, um conservador, durante a oração de sexta-feira na mesquita de Mosala, a maior de Teerã.

"Trump demonstrou que a solução para o problema da Palestina é unicamente a intifada", acrescentou em alusão às sublevações populares palestinas de 1987-1993 e 2000-2005.

"Qualquer dano que possam infligir a este regime de ocupação criminoso será um gesto que agradará a Deus", declarou.

Um dia depois da decisão de Trump, o movimento islamita Hamas convocou "uma nova intifada". Os grupos palestinos declararam esta sexta-feira o "dia da ira".

Ahmad Khatami também advertiu nesta sexta que os mísseis iranianos podem alcançar Israel.

"Se um dia o regime sionista quiser cometer um erro, aniquilaremos Tel Aviv e Haifa (norte de Israel)", ameaçou.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência