Chegou a hora de viajar? E o peludo?

Têm babás e hotéis para os cãezinhos além de novidades em acessórios para transportá-los com segurança

Por O Dia

Niterói - Quem tem pet sabe o quanto é difícil deixá-los quando temos que viajar. É a saudade, a preocupação se vão ficar bem, com quem eles vão ficar... Lá em casa é sempre assim! Planejamos os cuidados antes mesmo de escolhermos o roteiro e quanto tempo vamos ficar fora.

Quem nunca viveu esta situação né? Basta fazer as malas que eles se escondem dentro para viajar juntoDivulgação

Estamos no período de férias escolares e daqui a pouco é Carnaval. E isso acontece todo ano. Então, o mercado já entendeu o dilema de nós, ‘pais’ de peludos, e muitos hotéis, pousadas e companhias aéreas passaram a aceitar animais de estimação. As prateleiras das lojas especializadas estão cheias de itens para transportá-los com segurança. Babás de cães e gatos? Também têm!

Mas, o que fazer quando não podemos levá-los ou não temos com quem deixá-los? Viajar ou não viajar? Eis a questão. Se a opção é pegar a estrada, pode deixar o pet numa hospedagem especializada, outro filão descoberto por empresários do ramo.

O presidente do Conselho de Medicina Veterinária do Rio, Cícero Pitombo, faz um alerta: no Rio, esse tipo de estabelecimento, todos, sem exceção, devem ser registrados no CRVM-RJ. Nele, tem que constar o nome do veterinário responsável. Se não tiver o registro, procure outra.

Encontrou um lugar legalizado? Pitombo aconselha a ver se não há superlotação, condições de higiene e se o llocal tem piscina.

Segundo ele, cães costumam morrer afogados porque muitos desses locais foram adaptados para receber os pets. Procurar opinião de quem já conhece o estabelecimento escolhido é fundamental para a segurança do pet.

Cães adoram piscina%2C mas é preciso cuidado para evitar acidentesDivulgação

Gatos também podem ser deixados em hotéis. Mas a mestre em comportamento animal, a veterinária Simone Bergamini, afirma que eles preferem ficar em casa, e o ideal é arrumar alguém que cuide dele nesse ambiente. É recomendado que o felino conheça a pessoa.

E, se decidir por deixá-lo em um hotel, Simone explica que existe um feromônio sintético que pode ser se colocado no local onde ele irá ficar. O produto vai diminuir o estresse do felino e facilitará a adaptação no novo ambiente. 

FIQUE DE OLHO

E se você encontrou alguma hospedagem que não tenha registro ou que apresente condições desfavoráveis aos pets, denuncie pelo crmvrj@crmvrj.org.br ou 2576-7281. O dono pode ser multado em, no mínimo, R$ 3 mil, e o caso pode parar na delegacia e na Justiça. Mas, se você quer mais dicas sobre o que fazer com seu pet em viagens, acesse a fanpage da Simone Bergamini: facebook.com/etoclinvet.

COMISSÃO ANIMAL

A OAB Niterói criou Comissão de Proteção de Defesa dos Animais para atuar na cidade. A presidente será a advogada Sharon Morais, e uma das delegadas da comissão será a advogada e protetora Cristiane Ribeiro Cazes, além de Carol Carvalho, Fábio Amaral de Souza, outros colaboradores. A posse do grupo será na próxima quarta-feira, às 16h30, na OBA, na Av. Ernani do Amaral Peixoto 507, 8º andar, Centro. A coluna deseja boa sorte ao grupo, e os animais de Niterói agradecem!

CORUJA NA MESA

Olha que fofo esse porta-objetos de madeira Corujinha da Uatt! Ele é feito com seis peças encaixáveis de madeira adesivada. Ideal para guardar itens de escritório, como canetas, lápis, borracha, tesoura e deixar sua mesa mais bonita e decorada. Para montar é mais simples: basta encaixar as peças e fixar com as borrachinhas. R$ 49,90 na uatt.com.br.

Últimas de _legado_Niterói