A nova maneira de comprar seu carro

Centrais multimídia darão lugar aos sistemas operacionais dos smartphones, revolucionando o jeito de avaliar o veículo

Por O Dia

Rio - Quando pensamos em comprar carro avaliamos beleza, potência, conforto, economia, porta-malas, entre outros indicadores. Nesta lista, cada vez mais um novo item vem roubando a cena: a conectividade. Na era dos telefones inteligentes, não iria demorar muito para os recursos por eles oferecidos invadirem os automóveis.

Sistemas operacionais devem influenciar o modo como compramos nossos carrosReprodução Internet


Já acontece mundialmente, com maior representação nos principais mercados e de forma mais modesta no Brasil. As rivais do setor, Google com o Android e Apple com o iOS, criaram há algum tempo as interfaces voltadas para veículos. A proposta com ambas oferece convergência com os smartphones a fim de que uma série de aplicações possam ser operadas a bordo, privilegiando comandos de voz, de forma que se preserve a segurança ao dirigir. Eis então o Android Auto e Apple Car Play, os novos protagonistas da composição de um carro — e este último acaba de ser lançado no Brasil através de centrais da fabricante de som automotivo Pioneer.

Não duvide que amanhã estes sistemas podem ser o principal decisor da compra de um carro, assim como acontece com os telefones, cujas maneiras de proporcionar interatividade já formaram entusiastas da marca A que não admitem a B, e vice-versa. Esse xenofobismo tende a acontecer também com os automóveis. As montadoras terão que lidar com essa bipolaridade pensando em como não se ferir com esta ‘faca de dois gumes’.

Interface automotiva da Apple chega ao Brasil por meio da marca de som automotivo Pioneer Divulgação


Opção

Nesta correria, montadoras já tratam de negociar com as duas gigantes da tecnologia. No futuro, podemos ter o mesmo carro sendo vendido tanto com o Android Auto assim como com o Apple Car Play. Problemas podem surgir para aquelas que apostarem em um único cavalo, e no errado, significando queda massiva de vendas e posterior desvalorização quando tais produtos passarem a usados. Simplesmente não dá para ignorar estas possibilidades, pois os compradores de mais idade vão dando lugar a tribo que já nasceu conectada.

Alternativas

Teoricamente, fabricantes de carros e dispositivos móveis poderiam buscar meios que gerem formas de compatibilidade entre o veículo e ambos os sistemas operacionais, um tanto improvável no futuro próximo. Então, de forma imediata, é necessário encontrar saídas.

O Volkswagen Fox oferece sistema que espelha smartphones iOS e AndroidDivulgação


O recurso do espelhamento (Mirror Link em inglês) tem ganhado alguma aceitação. Ele reproduz na tela do sistema multimídia do carro toda a interface do telefone, permitindo o acesso de suas operações. O revés fica por conta do universo de aparelhos e versões de sistema operacional, gerando possibilidades de alguma incompatibilidade. A segurança também fica comprometida, já que motoristas podem se distrair lidando com aplicativos próprios para o celular, e não para o veículo.

A sueca Volvo partiu para a produção independente, com o Sensus, ambiente operacional desenvolvido pela fabricante e que terá compatibilidade com o Android e iOS. O desafio futuro é atualizar constantemente o sistema para que fique sempre alinhado com as versões futuras de ambos os telefones.

Volvo produz o próprio sistema%2C que será compatível com smartphonesDivulgação


Últimas de _legado_Automania