Índios xavantes tentam invadir quartel da PM no MT para 'resgatar' preso

Cerca de 100 indígenas se reuniram para tentar libertar homem da mesma aldeia preso

Por O Dia

Mato Grosso - Cerca de 100 índios da etnia xavante tentaram invadir um quartel da Polícia Militar, em Campinápolis, a 565 km de Cuiabá, nesta quarta-feira. Os indígenas alegam que a ação é em protesto contra a prisão de um homem da aldeia Colina, da qual fazem parte. O índio foi preso por depredar o quartel da polícia quando só havia um policial no local, de acordo com autoridades. Segundo o major da Polícia Militar, Naildo Guedes Lima, ele estava embrigado.

Os índios se reuniram em frente ao quartel e tentaram libertar o homem a todo custo, segundo a polícia. O major afirma que a porta de vidro do quartel foi destruída pela ação do índio, que foi denunciado pelo único militar no local. Segundo Guedes, o índio caiu nos cacos de vidro e se feriu. O homem teria agredido dois policiais. Guedes afirma que a polícia teve medo de liberar o homem por recio de outros índios pensarem que eles eram os responsáveis pelos ferimentos.

O indígena foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Água Boa, 736 km de Cuiabá. Lá, ele foi liberado e entregue para lideranças indígenas da aldeia Colina e para líderes regional da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Cerca de 100 índios da etnia xavante tentaram invadir um quartel da PM em CuiabáDivulgação


Últimas de _legado_Brasil