Preso suspeito de passar com bicicleta sobre mulher linchada em Guarujá

Jovem de 19 anos foi identificado em gravações e confessou que passou com bicicleta sobre corpo, segundo a polícia

Por O Dia

São Paulo - Foi preso durante a madrugada desta quinta-feira um segundo suspeito de participar do linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, o jovem de 19 anos confessou que participou da sequência de agressões contra Fabiane ao passar com uma bicicleta sobre o corpo. Ele é um dos cinco suspeitos identificados pela polícia, com auxílio das imagens gravadas por moradores locais.

O primeiro detido foi o eletricista Valmir Dias Barbosa, de 47 anos, que foi denunciado por vizinhos e admitiu que atacou a mulher com um pedaço de madeira. A polícia ainda busca identificar outros agressores, a partir de análises das gravações.

Fabiane foi confundida com uma mulher que teria sequestrado crianças para praticar rituais de magia. O boato surgiu de uma publicação em uma rede social que publicou o retrato falado de uma suspeita de tentar roubar uma criança, no Rio de Janeiro.

Barbosa foi o primeiro suspeito identificado no linchamento de FabianeFernanda Luz/Jornal A Tribuna de Santos

De acordo com a família, Fabiane voltava da casa de uma amiga onde teria ido buscar a Bíblia que emprestou e passou em um supermercado, antes de ser atacada. A Bíblia, que tinha uma foto das filhas, foi rasgada pelos agressores.

O responsável pela página que divulgou a notícia se apresentou espontaneamente à polícia na terça-feira. Segundo o delegado Luís Ricardo Lara, o homem pediu sigilo sobre a sua identidade e o conteúdo do depoimento, porque sofreria ameaças.

O linchamento aconteceu no início da noite de sábado, na comunidade de Morrinhos, em Guarujá (SP). Fabiane foi amarrada e espancada até a chegada da Polícia Militar, que teve que fazer um cordão de isolamento para evitar que a população continuasse a agredir a dona de casa. Ela foi hospitalizada e morreu na manhã de segunda-feira, dois dias após o ataque.

Últimas de _legado_Brasil