Anvisa interdita lote de extrato de tomate após encontrar pelos de rato

Lote 29 H1 do extrato de tomate Bonare está proibido de chegar às prateleiras

Por O Dia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, nesta sexta-feira, que interditou cautelarmente a venda de produtos do lote 29 H1 do extrato de tomate da marca Bonare, fabricado por Goiás Verde Alimentos – dona de marcas como Jurema e Jussara pois, segundo a Anvisa, foram encontrados pelos de rato no produto.

"O lote apresentou resultado insatisfatório na análise de matéria estranha macroscópica e microscópica, devido à presença de fragmentos de pelo de roedor, matéria estranha indicativa de risco à saúde, acima do limite de tolerância estabelecido, que é 1 em 100g", informa a Anvisa. A interdição da venda do produto tem prazo de 90 dias.

Últimas de _legado_Brasil