Dilma saúda a mandioca e fala em 'mulheres sapiens' em jogos indígenas

Presidenta ainda brincou dizendo que 'não tem a menor condição de participar de uma corrida da tora'

Por O Dia

Brasília - Em discurso inspirado e com frases inovadoras, a presidenta Dilma Rousseff participou nesta terça-feira da cerimônia de abertura dos Primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, que ocorrerão em outubro, em Palmas, no Tocantins.

Da tribuna de honra do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, Dilma saudou de forma especial a mandioca, um dos principais alimentos usados pelos índios, com um tom um tanto quanto descontraído. "Nós estamos comungando a mandioca com o milho. Estou saudando a mandioca. Acho uma das maiores conquistas do Brasil", afirmou a presidenta.

Dilma saúda a mandioca e fala em 'mulheres sapiens' em jogos indígenasReprodução TV Globo

Durante o evento, ela ganhou de presente uma bola artesanal, feita por povos neozelandeses. “Aqui tem uma bola que eu acho que é um exemplo. É extremamente leve. Eu testei, fiz meia embaixadinha. Acho que a importância da bola é essa. Um símbolo da capacidade que nos distingue. Somos aqueles que têm a capacidade de jogar”, disse.

A presidenta agradeceu o presente e ainda fez uma relação da criação da bola com o desenvolvimento da humanidade, criando uma nova categoria na evolução humana, a "mulher sapiens". "Esta bola é o símbolo da nossa evolução porque nós nos transformamos em homo sapiens ou mulheres sapiens", disse a presidenta ao se referir a bola que, quando se joga de uma pessoa para outra, transmite amor e carinho.

Ainda sobrou tempo para fazer uma brincadeira com o prefeito de Palmas, Carlos Amashta. “É um momento histórico. Mais de 2 mil atletas indígenas vão participar. Eu, de fato, não tenho a menor condição de participar de uma corrida da tora. Mas acho que o prefeito de Palmas tem que participar”, disse ela.

A cerimônia desta terça-feira marca a abertura do congresso técnico dos jogos. É nele que será definido como funcionarão os jogos, marcados para começarem em 1º de outubro, e todo o andamento daquele que é chamado pelos organizadores de “o maior evento esportivo-cultural do mundo”. O congresso iniciou-se nesta terça-feira e vai até a próxima quinta-feira.

Até o momento, 22 países confirmaram participação no congresso, o que indica uma disposição de enviar representantes para os jogos. Argentina, Canadá, Chile, Colômbia e Costa Rica, além de Equador, Estados Unidos, Guiana Francesa e México são alguns desses países.

Segundo a organização dos jogos, 2.200 indígenas participarão dos jogos. Serão 1.100 etnias nacionais e outras 1.100 de outros países. Os jogos contarão com atividades nativas de integração, jogos tradicionais demonstrativos, além de jogos ocidentais. Também serão promovidas atividades culturais, passeios turísticos e uma feira de artesanato.

Com informações da Agência Brasil

Últimas de _legado_Brasil