Jovem que morreu carbonizada sonhou com tragédia um mês antes, diz amiga

Larissa de Souza foi a última a embarcar no carro. Os amigos iriam para uma micareta quando o veículo colidiu com um caminhão e pegou fogo

Por O Dia

São Paulo - Larissa Souza, de 19 anos, é uma das primeiras vítimas identificadas no acidente que deixou duas pessoas carbonizados e dois feridos na rodovia ES 130 — que liga os municípios de Pinheiros, distrito de São Paulo, e Nova Venécia, no Espírito Santo —  na noite deste sábado. 

Jovem que morreu carbonizada foi a última a entrar no carro Reprodução Internet

Segundo a amiga da jovem, Carol Pereira, Larissa havia sonhado com a tragédia um mês antes. "Há um mês ela me contou que teve um sonho estranho, no qual ela morria e via as pessoas chorando no velório. Disse a amiga, em entrevista paara o site"Gazeta Online", que afirmou que a vítima chegou a citar que seria em um acidente de carro e com fogo.

O carro, um Fiat Siena, saiu com três jovens de Guriri, em São Mateus, tendo como destino a cidade vizinha Nova Venécia. Os três amigos iriam para uma micareta. Larissa só embarcou no carro quando os jovens chegaram na cidade de Pinheiros.

Segundo informações, o carro teria forçado a ultrapassagem num trecho de subida, colidindo com um caminhão que transportava bois. Os dois veículos pegaram fogo por conta do impacto. Larissa e o motorista morreram carbonizados.

O jovem Erick Rocha Coco, de 21 anos, sofreu ferimentos na cabeça. Ele estava no bando de trás. Já Jeferson Gomes dos Santos, de 25 anos, sofreu uma fratura exposta no braço direito. Ambos foram encaminhados para o hospital Roberto Silvares, na cidade de São Mateus.

Carro onde jovem estava com mais duas pessoas pegou fogo. Motorista do caminhão onde veículo colidiu não resistiu e morreu na horaGazeta Online


Últimas de _legado_Brasil