Mãe e filho são presos por falsificação e venda de bebidas alcoólicas

Na casa do suspeito, a polícia encontrou mais de 50 garrafas de uísque e 30 de vodka. As bebidas eram vendidas em bares

Por O Dia

Minas Gerais - Mãe e filho foram presos, na madrugada desta quinta-feira, suspeitos por falsificação e produção e venda de uísque e vodka, em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. O homem confessou à polícia que falsificava as bebidas em casa, segundo o jornal O Tempo.

No apartamento da dupla%2C os policiais encontraram mais de 50 garrafas de uísque e 30 de vodka%2C além de garrafas vazias%2C galões com álcool Divulgação / Polícia Militar

A fábrica clandestina foi descoberta após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima de tráfico de drogas no Conjunto Colômbia, no Bairro Santa Cruz Industrial. Ao chegar no local, um carro pálio se surpreendeu com a presença dos polícias e fugiu. Segundo a PM, durante a vistoria no veículo, foram encontradas 12 garrafas de uísque Red Label.

Os policiais vistoriaram também o apartamento e encontraram mais de 50 garrafas de uísque e 30 de vodka. Eles apreenderam funis, garrafas vazias, álcool, essências, estratos e pigmentadores, além de deterem uma mulher de 59 anos, a mãe do suspeito, que estava no local, que servia também de depósito.

Mãe e filho foram encaminhados para a delegacia. Ele foi autuado em flagrante e será indiciado por manter depósito de material para falsificação de bebida ou gênero alimentício. Segundo a Polícia Militar, a mãe disse aos policiais que não sabia que as bebidas eram falsas. Como não foram encontrados elementos para fazer a prisão, ela foi liberada.

Ainda segundo a PM, as bebidas eram vendidas em bares, restaurantes e boates

Últimas de _legado_Brasil