Ex-prefeito é preso suspeito de integrar quadrilha de roubo de cargas no MA

Conhecido como o 'Rei do Brega', Gonzaga Júnior é acusado de comprar cargas roubadas para abastecer seu posto de combustível, no povoado do Leite, interior do Maranhão

Por O Dia

Cantor Gonzaga Júnior é suspeito de envolvimento com roubos de combustívelReprodução Internet

Maranhão - O cantor de brega e ex-prefeito da cidade de Presidente Vargas, no norte maranhense, Luiz Gonzaga Coqueiro Júnior, foi preso na tarde desta quarta-feira, suspeito de envolvimento com roubo de cargas e combustível no Maranhão. Segundo a Superintendência Estadual de Investigação Criminal (SEIC), 'Gonzaga Júnior', como é aconhecido, foi detido na operação da Polícia Civil "Secos e Molhados", no povoado Leite, no município de Itapecuru-Mirim. 

Segundo o site Imirante, o delegado da Delegacia de Roubos e Cargas, Rogério Reis, relatou que a equipe do departamento estava investigando desde fevereiro deste ano vários assaltos a caminhões na região de Itapecuru-Mirim, São Mateus e Vitória. A Polícia chegou ao suspeito após a prisão de outros três suspeitos, que já haviam sido presos em junho: Alysson Frazão, Naidson Souza Silva e o guarda municipal, Roberto Alves de Oliveira.

"Depois de ouvir os cidadãos e motoristas, a gente chegou à conclusão de que todo esse volume de carga de combustível que vinha sendo roubado estava sendo vendido para o Gonzaga Júnior, que é dono de um posto de combustível no povoado do Leite. Na verdade, ele já estava encomendando essas cargas, sendo assim um participante da quadrilha efetivo, que fomentava esse crime na região.", explicou o delegado Reis.

A Seic ainda vai ouvir motoristas que também foram vítimas dos roubos. Segundo as investigações, mais de 15 assaltos foram confirmados desde agosto de 2014, totaltizando 15 mil litros de combustível roubado. Em média, de cada tanque roubado rendia de R$ 45 mil a R$ 60 mil cada um. 

Luiz Gonzaga era vice-prefeito e assumiu a prefeitura de Presidente Vargas após o assassinato do prefeito Rogério Bartolomeu Aguiar, em março de 2007. Ele está preso no Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na Região Metropolitana de São Luís, onde aguardará o pronunciamento da justiça. 

Últimas de _legado_Brasil