Crianças com microcefalia vão ganhar salário mínimo

Mutirão contra Aedes inclui ação do Exército e doação de repelentes para grávidas

Por O Dia

Brasília - O mutirão do governo federal contra o Aedes aegypti anunciou duas medidas para tranquilizar as mães de baixa renda: dará auxílio financeiro a famílias que têm filhos com microcefalia e distribuirá repelentes para as gestantes do Bolsa Família. Outra novidade é o reforço das equipes do Exército na guerra contra o mosquito. Serão 220 mil homens em 365 cidades com alta incidência do Aedes. 

Ministério da Saúde vai dar repelente para gestantes do Bolsa FamíliaDivulgação

“As Forças Armadas já exercem essa função auxiliar desde o primeiro momento de combate ao mosquito Aedes aegypti. Agora estamos intensificando a mobilização”, disse o ministro da Defesa, Aldo Rebelo. Ainda nesta quarta-feira, ministros de oito áreas se reuniram com representantes de fabricantes de repelentes e pediram garantia de que não faltará o produto para as 400 mil gestantes do Bolsa Família. “Recomendamos que todos usem repelente. São produtos seguros”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

O ministério informou que o governo traçou parceria com os Estados Unidos para desenvolver vacina contra a zika. Ela pode ficar pronta em três anos.

RIO DE JANEIRO

O Estado do Rio registrou 171 casos de microcefalia em um ano. Os dados são do novo relatório da Secretaria de Estado de Saúde. Do total, 137 são bebês já nascidos e outros 34 são referentes ao período intrauterino. Já em 2014, foram contabilizados apenas dez casos. Desde 18 de novembro, quando se tornou obrigatória a notificação de gestantes com manchas vermelhas na pele, a secretaria registrou 3.082 casos de mulheres com o sintoma.

 

Últimas de _legado_Brasil