No primeiro dia do novo método, pregão da Bovespa fecha estável

Índice agora avalia valor de mercado das empresas e o volume de papéis negociados

Por O Dia

Rio - Uma nova fase para o mercado de ações brasileiro começou nesta segunda-feira. Após 45 anos, entrou em vigor a mudança de metodologia do cálculo do Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Agora, serão levados em conta o valor de mercado das empresas e o volume dos papéis negociados para apontar o peso das companhias no índice.

No primeiro dia de nova metodologia, predominou a volatilidade e o Ibovespa fechou praticamente estável, com queda de 0,01%, aos 50.973 pontos. O giro financeiro foi de R$ 5,4 bilhões.
“A semana começou morna, com os investidores ainda voltando à ativa depois do recesso de final de ano”, disse o estrategista-chefe da SLW, Pedro Galdi, para quem os negócios devem aumentar a partir de amanhã.

Até a última sexta-feira, o único critério usado pela bolsa era a quantidade de negócios com as ações. No vocabulário de mercado, era a liquidez. A alteração, discutida há mais de cinco anos, ganhou força ano passado após as distorções causadas pelas ações da petrolífera OGX, do empresário Eike Batista.

Os papéis da empresa, de 4,93%, tinham metade do peso da Petrobras no Ibovespa e sofreram perdas de 95% em 2013, contribuindo para os 15,5% de perdas que o índice apresentou no período. Outras mudanças entraram em vigor, como a exclusão das ações que tiveram cotação abaixo de R$ 1 nos últimos quatro meses. “É uma mudança positiva que vai refletir melhor o real desempenho do mercado. Mas o impacto para os negócios é irrelevante, pois a alteração já era esperada há meses”, afirmou o analista da Leme Investimentos João Pedro Brugger.

Últimas de _legado_Economia