Pesquisa indica piora na economia brasileira em maio

Índice apresentou recuo de 0,4% em abril e de 0,4% em março

Por O Dia

Rio - O Indicador Antecedente Composto da Economia para o Brasil recuou 1,5% em maio, em comparação a abril, e atingiu a marca de 121,7 pontos. O resultado é de pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas feita em parceria com o The Conference Board. Os números foram divulgados nesta terça-feira.

“Uma deterioração progressiva do clima para os negócios e das expectativas do consumidor, bem como incertezas econômicas e políticas, culminando nos eventos relacionados à Copa do Mundo, afetaram o indicador”, na avaliação do economista Paulo Picchetti.

O resultado de maio segue a tendência dos últimos meses. O índice apresentou recuo de 0,4% em abril e de 0,4% em março. “Apesar de emprego e consumo terem se mantido firmes e o setor externo ter melhorado em maio, o recuo contínuo do índice indica um ritmo lento de atividade econômica, atrelado a uma crescente volatilidade na segunda metade do ano”, ressaltou o economista.

O Indicador Antecedente Composto da Economia permite uma comparação direta dos ciclos econômicos do Brasil com os de outros 11 países. O The Conference Board é uma instituição independente, sem fins lucrativos, com atuação global em pesquisas e seminários sobre negócios.

Últimas de _legado_Economia