Golpe em agência bancária deixa correntistas em alerta

Falso funcionário saca R$ 1,5 mil da conta de cliente. Procon dá dicas de como se prevenir

Por O Dia

Rio - Os correntistas bancários do Rio estão em alerta com novo golpe aplicado nos terminais de autoatendimento das agências. Criminosos abordam usuários se fazendo passar por funcionários do banco, informam que a máquina está com defeito e pedem para que o cliente use outra, antes de a vítima cancelar a operação no terminal, possibilitando que os ladrões retirarem o dinheiro. O Procon alerta que os bancos devem ressarcir os clientes por falhas na segurança.

Foi o que aconteceu com a servidora Angela Maria Vallejos, 67 anos. Ela conta que estava em uma agência do Santander da Rua Voluntários da Pátria, em Botafogo, quando dois homens, com uniformes que pareciam com o do bando, se aproximaram dizendo que ela deveria usar outro terminal, já que o primeiro estaria com problemas.

Angela Maria Vallejos%2C em frente à agência do Santander%2C onde ela foi abordada por golpistas que sacaram R%24 1%2C5 mil na conta da correntistaAlessandro Costa / Agência O Dia

“Quando fui ver minha conta, havia um saque de R$1,5 mil, que foi confirmado pelo gerente do banco. Eles tiraram o dinheiro ao mesmo tempo em que eu pagava uma conta no terminal ao lado”, relatou a cliente, que registrou ocorrência no banco e na 10ª DP (Botafogo). “O gerente, inclusive, mencionou a possibilidade do golpe ser algo comum”, disse.

O Santander informou que entrou em contato com Angela Maria e solicitou a documentação necessária para apurar o caso. O banco acrescentou que, dentro dos próximos dias, vai apresentar uma resposta para a cliente.

Enquanto o banco não apresenta uma proposta, o cartão de Angela está bloqueado desde a véspera do pagamento e ela não sabe como vai pagar as contas.

“Eu pergunto se é justo a vítima ser penalizada dessa forma. O banco me dá cinco dias úteis para dar um parecer e até agora nada. Imagina como eu, hipertensa, me sinto”, desabafa.

O período pedido pelo Santander para resolver o problema é considerado extenso para o assessor jurídico do Procon do Rio, Rafael Couto. “O banco não pode criar entraves, a responsabilidade é da instituição. A consumidora está sendo prejudicada pela falha na segurança das agências. Cabe até ação de danos morais contra o banco devido o constrangimento que o cliente passou”, advertiu Couto.

Forma segura de usar o caixa

A Febraban orienta que se o caixa eletrônico ou equipamento do banco no comércio estiver inoperante, não aceite oferta de estranhos de passar seu cartão em terminal avulso, mesmo que se apresentem como funcionários do banco. Fraudadores copiam os dados dos cartões para obter senhas

Ao digitar o código, mantenha o corpo próximo à máquina, para evitar que outros possam ver ou descobrir pelo movimento dos dedos no teclado. As pessoas atrás de você devem respeitar as faixas de segurança.

Use os caixas automáticos instalados em locais de grande movimentação e, se possível, em ambientes internos (shoppings, lojas de conveniência, postos de gasolina etc.).

Sempre que possível, faça saques no horário comercial, quando o movimento é maior. Evite o período noturno. Quando precisar sacar dinheiro à noite, leve um ou mais acompanhantes adultos para que fiquem fora da cabine, como se estivessem na fila.

Nunca aceite ou solicite ajuda de estranhos, mesmo que não lhe pareçam suspeitos.

Caso não consiga concluir operação, aperte a tecla anula ou cancela. O mesmo vale em caso de retenção do cartão no caixa. Além disso, informe imediatamente o banco.

Últimas de _legado_Economia