China mantém alerta laranja devido a calor

Muitas pessoas morreram devido as altas temperaturas, a maioria foram idosos

Por O Dia

Pequim (China) - O Governo chinês alertou nesta segunda-feira que regiões do leste do país, afetadas desde o começo de julho pela pior onda de calor em 140 anos, poderiam alcançar o número recorde de 41 graus, e manteve o alerta laranja (segundo em gravidade), enquanto a imprensa local fala de "dezenas de mortos" por causa de do calor.

As autoridades de Xangai, uma das cidades mais afetadas, e das províncias vizinhas (Jiangsu, Zhejiang, Fujian), recomendam aos cidadãos, especialmente os mais velhos, que liguem o ar condicionado e bebam muita água, para prevenir mais mortes.

Para conter o calor excessivo, pandas deitam sobre enormes cubos de geloEfe

Muitos dos mortos foram idosos que sofreram com o calor em suas casas, e em alguns casos apesar de contar com ar condicionado não o ligaram, para economizar ou por medo de que lhes causasse doenças respiratórias.

Na cidade de Xangai, foi registrada oficialmente máxima de 39 graus, e em Hangzhou 40. A China, que costuma lançar todo ano dezenas de mecanismos de emergência perante inundações, tufões e ondas de frio, nunca até agora tinha emitido um alerta deste tipo devido ao calor.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência