Morteiro atinge embaixada do Vaticano em Damasco; não há feridos

Prédio fica área rica de Maliki, na capital síria, onde estão várias representações diplomáticas e residências de autoridades

Por O Dia

Vaticano - A embaixada do Vaticano em Damasco foi atingida por um morteiro nesta terça-feira, mas ninguém ficou ferido, informou um porta-voz da Santa Sé.

Não ficou claro se a embaixada foi deliberadamente atacada. O prédio está situado na área rica de Maliki, na capital síria, lugar onde ficam várias representações diplomáticas e residências de autoridades do governo e da segurança do país.

"Houve danos, mas ninguém ficou ferido. O morteiro atingiu uma ala da embaixada que atualmente não está sendo usada", disse o padre Ciro Benedettini, na Cidade do Vaticano.

Um funcionário da embaixada afirmou que o artefato tinha danificado parte do telhado e quebrado vidros dentro do edifício.

"Foi muito forte e barulhento. Nós ficamos dentro e estávamos com muito medo", disse o monsenhor Giorgio Chazza à Reuters em Beirute.

Ele contou que desde julho a embaixada, que continua em atividade na cidade conflagrada, foi atingida de oito a dez vezes por morteiros.

Os rebeldes que lutam para derrubar o governo do presidente Bashar al-Assad disparam com frequência morteiros contra áreas do governo dentro de Damasco.

Reportagem de Steve Scherer e Stephen Kalin

Últimas de _legado_Mundo e Ciência