Autoridades declaram estado de emergência por vazamento em rio nos EUA

O incidente contaminou uma central de fornecimento de água, o que obrigou o fechamento de escolas, restaurantes e bares

Por O Dia

Estados Unidos - O governador da Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos, declarou situação de emergência nesta quinta-feira em cinco condados do estado devido a um vazamento químico no rio Elk e pediu que os cidadãos não utilizem água da torneira para beber, cozinhar, limpar e para a higiene pessoal.

O vazamento tem origem em uma fábrica de tratamento de carvão que se encontra próxima do rio Elk na capital do estado, Charleston, e pertence à empresa Freedom Industries.

A água do rio está carregada com o produto químico "4-Methylcyclohexane Methanol" e contaminou uma central de fornecimento de água, o que obrigou o fechamento de escolas, restaurantes e bares em cinco condados.

Antes que o governador declarasse o estado de emergência, alguns moradores da região comentaram nas redes sociais que a água estava com um cheiro estranho, "parecia licor", explicaram. O alarme disparou de uma só vez entre a população afetada, dezenas de milhares de cidadãos, esgotaram as reservas de água mineral da região.

Solução

A Casa Branca aprovou nesta sexta-feira a declaração de emergência solicitada pelo governador do estado da Virgínia Ocidental , que deixou mais de 100 mil cidadãos sem água corrente. A declaração permitirá que os nove condados afetados pelo vazamento recebam ajuda.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência