Ataque armado no sul do Egito deixa cinco policiais mortos

Atentados contra a forças de segurança aumentaram desde a derrocada militar do presidente islamita, Mohammed Mursi

Por tamara.coimbra

Egito - Pelo menos cinco policiais morreram, entre eles três sargentos, e dois ficaram feridos em um ataque armado perpetrado nesta quinta-feira contra um posto de controle na província de Beni Suef, no sul do Egito. Os agressores, que não foram identificados, abriram fogo com armas automáticas contra os agentes desde uma motocicleta, informaram à Agência Efe fontes de segurança.

Os feridos foram transferidos a um hospital em Beni Suef e se encontram estáveis. Após o ataque, as forças de segurança vasculharam a área para deter seus autores, que conseguiram fugir, e aumentaram as medidas de controle.

Os ataques contra a forças de segurança aumentaram no Egito desde a derrocada militar do presidente islamita, Mohammed Mursi, em julho e a posterior perseguição contra seus seguidores.

Um dos últimos atentados, ocorrido em 24 de dezembro, teve como alvo a Direção Geral de Segurança da cidade de Mansura (no delta do Nilo), onde a explosão de um carro-bomba deixou 13 mortos e 134 feridos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia