Opositor López é levado à prisão pelo chefe do Parlamento, diz Maduro

O governo entrou em 'acordo amigável' com o líder da oposição Leopoldo López que aceitou se entregar à Justiça

Por O Dia

Venezuela - O líder opositor venezuelano Leopoldo López foi levado nesta terça-feira a uma prisão nos arredores de Caracas pelo presidente do Parlamento, o governista Diosdado Cabello, com o objetivo de "cuidar" de sua vida, afirmou o presidente Nicolás Maduro.

"Para que vocês vejam o que faz a revolução para garantir a paz. Nós terminamos cuidando da vida de Leopoldo López", declarou o presidente.

"Neste momento o companheiro Diosdado, dirigindo seu carro, está levando Leopoldo López a uma prisão fora de Caracas para que responda perante a Justiça", disse Maduro em um ato oficial.

O líder da oposição Leopoldo López se entrega a polícia em praça de Caracas%2C na Venezuela EFE

O governante assegurou que na madrugada desta terça se chegou "a um acordo amigável para cumprir a lei" entre o governo e o dirigente opositor "e Leopoldo López aceitou entregar-se em paz à Justiça venezuelana".

O líder do partido opositor Vontade Popular se entregou nesta terça-feira após ser emitida na quarta-feira passada uma ordem de captura por um tribunal de Caracas o acusando de, entre outros crimes, homicídio e terrorismo.

A ordem foi emitida depois que uma passeata acabou na quarta-feira em Caracas com um saldo de três mortos e dezenas de feridos e detidos.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência