Satélite japonês detecta objetos no local de buscas por avião no Índico

Imagens foram captadas em uma área onde outros satélites detectaram objetos similares e podem ser do voo MH370

Por O Dia

Austrália - Um satélite japonês detectou uma dezena de objetos flutuantes a cerca de 2,5 mil quilômetros ao sudoeste do litoral australiano, o local onde nesta sexta-feira foram retomadas as buscas do voo MH370 da Malaysia Airlines, informou o governo japonês.

As imagens captadas pelo satélite japonês e analisadas pelo centro de inteligência do país mostram objetos de até oito metros de comprimento e quatro metros de largura, publicou nesta sexta a imprensa japonesa.

Satélite japonês detectou objetos flutuantes a cerca de 2,5 mil quilômetros ao sudoeste do litoral australiano EFE

O governo japonês já transferiu essa informação ao Executivo malaio e considera provável que as imagens correspondam ao avião desaparecido por terem sido captadas em uma área onde outros satélites detectaram objetos similares, segundo a agência Kyodo.

Os objetos foram detectados entre as 9h e as 15h locais da quarta-feira (21h de terça-feira e 3h de quarta-feira no horário de Brasília) a cerca de 2,5 mil quilômetros ao sudoeste de Perth (leste da Austrália).

O anúncio do governo japonês acontece depois que Tailândia e França anunciaram que seus satélites encontraram 300 e 122 objetos flutuantes, respectivamente, todos eles ao sudoeste de Perth. A operação multinacional coordenada pela Austrália retomou hoje as buscas pelos destroços do avião malaio desaparecido nessa região do Oceano Índico depois que foram suspensas ontem pelo mau tempo.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência