Papa pede à comunidade internacional que proteja os direitos infantis

'Muitas crianças no mundo não têm a liberdade de brincar', denunciou o pontífice

Por O Dia

Cidade do Vaticano - O papa Francisco fez neste domingo um pedido à comunidade internacional para que promova "o reconhecimento ativo dos direitos da infância" cinco dias antes do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil.

'Muitas crianças no mundo não têm a liberdade de brincar', denunciou o pontíficeFoto%3A Reuters

O papa realizou este pedido durante o discurso pronunciado após a oração do Ângelus dominical da janela do Palácio Apostólico do Vaticano. "Na próxima sexta-feira se celebra o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil. Muitas crianças no mundo não têm a liberdade de brincar, ir à escola e terminam sendo explorados como mão de obra barata", denunciou o pontífice.

Por isso, acrescentou, "espero o compromisso constante da comunidade internacional para a promoção do reconhecimento ativo dos direitos da infância". O papa também dedicou uma saudação especial aos peregrinos procedentes da Espanha e do Brasil que tinham se reunido na praça vaticana para escutar suas palavras.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência