Turquia identifica suspeito de atentado suicida que deixou mais de 30 mortos

Homem usou burca e se passou por mulher. Segundo autoridades, há forte possibilidade de ligação com o EI

Por O Dia

Turquia - O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, afirmou nesta terça-feira que a polícia já identificou um suspeito do atentado suicida desta segunda-feira em Suruc, que deixou 32 mortos. Investigadores descobriram que, na verdade, se tratava de um homem de 20 anos que estava vestido de burca para se passar por mulher.

Inicialmente, fora divulgado que o ataque contra um centro cultural curdo da cidade - que fica na fronteira com a Síria - tinha sido cometido por uma jovem de 18 anos.

Atentado na Turquia deixa dezenas de mortos e feridosReuters

"Um suspeito foi identificado, as suas relações estão sob investigação. Existe uma forte possibilidade de uma ligação entre o Estado Islâmico e o ataque kamikaze", declarou o premier.

Perguntado sobre uma suposta postura "suave" da Turquia em relação ao grupo jihadista, Davutoglu garantiu que o país não mostra "nenhuma tolerância" a organizações terroristas.

"Faremos o que for necessário para manter a segurança das nossas fronteiras", acrescentou. O atentado ocorreu no jardim de um centro cultural de Suruc, onde estava sendo realizada uma reunião de associações socialistas, que se preparavam para uma missão de reconstrução na cidade síria de Kobane, reconquistada das mãos do Estado Islâmico por milícias curdas.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência