Morre aos 84 anos romancista E.L. Doctorow

Obama publicou uma mensagem no Twitter em homenagem ao 'mestre' da ficção histórica norte-americana

Por O Dia

Estados Unidos - O romancista americano Edgar Lawrence Doctorow, mais conhecido como E.L. Doctorow e considerado o "mestre" da ficção histórica nos Estados Unidos, morreu nesta terça-feira (data local) aos 84 anos, após sofrer com complicações relacionadas a um câncer de pulmão.

O autor de livros como "Ragtime", adaptado para um musical na Broadway, e "World's Fair", vencedor do Prêmio Nacional do Livro dos EUA em 1986, morreu em um hospital de Nova York, informou ao jornal "Los Angeles Times" o filho do escritor, Richard Doctorow.

E.L. Doctorow é responsável por alguns dos clássicos da literatura norte-americana EFE

O primeiro livro de Doctorow, "Welcome to Hard Times", ambientado no oeste selvagem, foi publicado em 1960, seguidos de clássicos da literatura americana como "Big as Life" (1966), "The Book of Daniel" (1971) e o próprio "Ragtime" (1975).

O romancista nasceu no distrito do Bronx, em Nova York, em 1931, e durante décadas retratou em suas obras as grandezas e mesquinharias da sociedade americana de sua época. Por isso, ele mesmo classificou seu trabalho como "um imenso documento social".

Após a notícia do falecimento do escritor, o presidente dos EUA, Barack Obama, publicou uma mensagem no Twitter em homenagem ao "mestre" da ficção histórica norte-americana. "E.L. Doctorow foi um dos melhores romancistas dos EUA. Seus livros me ensinaram muito, e sentiremos saudades dele", escreveu o presidente americano.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência