Chile suspende alerta de tsunami para país inteiro após terremoto

Mais de um milhão de pessoas foram retiradas de casa após o tremor de magnitude 8,3 que deixou oito mortos

Por O Dia

Santiago - O Chile suspendeu na manhã desta quinta-feira o alerta de tsunami emitido após um forte terremoto que sacudiu oito regiões do centro e do norte do país na noite desta quarta-feira, informou o governo chileno. "O alerta de tsunami está suspenso para todo território nacional", informou o Escritório Nacional de Emergências pelo Twitter.

Mais de um milhão de pessoas foram retiradas de casa após o tremor de magnitude 8,3 ocorrido na costa chilena no oceano Pacífico, que provocou ondas de até 4,5 metros em cidades litorâneas e deixou ao menos oito mortos. O número de feridos e dos que estão desaparecidos ainda é incerto. 

Fotos: Terremoto abala o Chile e deixa mais de 1 milhão de desabrigados

O Serviço de Hidrografia da Marinha de Guerra do Peru também cancelou nesta quarta-feira um alerta de tsunami em sua costa decretado por causa do terremoto registrado no Chile.

Terremoto de magnitude 8%2C3 sacudiu o Chile na noite desta quarta-feira EFE

O mar avançou em vários pontos do litoral chileno, principalmente na região de Coquimbo, onde as autoridades esperavam a luz do dia para fazer uma avaliação dos danos. Na região, onde mais de 500 pessoas passaram a noite em albergues, se aguarda para as próximas horas a chegada da presidente chilena, Michelle Bachelet, para fazer uma avaliação da situação.

"Devemos lamentar a perda das cinco pessoas que já foram informadas e acrescentar outras três, um total de oito mortos", disse o ministro Burgos em pronunciamento na sede do Escritório Nacional de Emergência

Até as 7h12 desta quinta-feira, um total de 71 réplicas do tremor principal tinham sacudido as regiões de Atacama e Coquimbo (norte), na qual se localizou o epicentro do terremoto, a cerca de 290 quilômetros de Santiago, e as de Valparaíso, Metropolitana, O'Higgins e Maule, no centro do país.

Algumas destas réplicas atingiram magnitudes superiores a 6 graus, como uma registrada à 1h02, e várias superaram os 5 graus, entre elas a mais recente, às 7h12, de 5,4 graus Richter. 

Aviso pelo Facebook

O Facebook ativou na madrugada desta quinta-feira uma ferramenta de geolocalização para que seus usuários possam informar sobre seu estado após o terremoto ocorrido durante a noite no Chile, no qual oito pessoas morreram e quase um milhão de moradores das áreas costeiras do país tiveram que deixar suas casas.

Segundo a rede social, que conta com 1,35 bilhão de usuários no mundo, o objetivo é tranquilizar os familiares, amigos e pessoas próximas após o terremoto.

"Avise seus amigos que você está fora de perigo. Confirme que está bem para que eles recebam uma notificação", diz a mensagem do site. "Entre em contato rapidamente com seus amigos que estão na área. Confirme se souber que eles estão fora de perigo", diz a rede social.

*Com informações da EFE e Reuters

Últimas de _legado_Mundo e Ciência