Recém-nascido morre congelado em acampamento de refugiados na Turquia

Equipe de socorro não conseguiu chegar ao local a tempo devido à neve nas ruas. Sensação térmica chegou a -20ºC

Por O Dia

Turquia - Um bebê sírio recém-nascido morreu congelado na Turquia, onde vivia com sua família em uma tenda em um acampamento de refugiados na capital, Ancara. De acordo com a agência de notícias Cihan, a criança tinha apenas 36 dias e morreu no hospital, para onde foi levada quase sem vida. As equipes de socorro não conseguiram chegar ao local a tempo devido à neve nas ruas. O acampamento fica no no distrito de Cankaya, onde a sensação térmica chegou a -20ºC na noite desta quinta-feira.

Refugiados sírios têm sofrido com baixas temperaturas em acampamento na Turquia Reuters

Os pais da criança, Hasan e Soney Said, são refugiados da guerra na Síria. Em janeiro, uma outra criança síria de quatro meses de idade morreu em uma tenda na província de Batman.

De acordo com o vice-primeiro-ministro turco, Yalcin Akdogan, mais de 70 mil crianças sírias nasceram na Turquia desde o início dos conflitos em Damasco, em 2011.

Nesta sexta-feira, o porta-voz da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Joel Millman, também informou que 244 pessoas já morreram somente neste ano durante travessias do norte da África e do Oriente Médio para alcançar a Europa. A maior parte, 218 imigrantes, faleceram em travessias no Mar Egeu, entre a Turquia e a costa grega. As outras mortes foram registradas na rota entre Líbia e Itália.

Neste mês, 55,5 mil imigrantes e refugiados passaram pelo Mediterrâneo para entrar na Europa e fugir de guerras civis. A média, de dois mil imigrantes ao dia, aproxima-se das estatísticas do ano passado. Em 2015, a crise de refugiados se intensificou na Europa e se tornou o maior fluxo de deslocamentos forçados no continente desde o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Últimas de _legado_Mundo e Ciência