Padre Omar: 'Espero que façam barulho'

É muito interessante pensar nas características específicas de cada fase da vida humana

Por O Dia

Rio - É muito interessante pensar nas características específicas de cada fase da vida humana... Enquanto as crianças primam pela brincadeira, pelo lúdico, adolescentes e jovens gostam de agitação, entusiasmo.

Já os adultos estão na correria do trabalho e das atribuições da família, enquanto tudo o que os idosos desejam está relacionado a paz e tranquilidade... Já percebeu? Cada etapa que vivenciamos é importante e pode contribuir muito para com a sociedade. Só depende de nós, da nossa postura. Exatamente por isso que o Papa Francisco, na sua viagem ao Rio de Janeiro para a Jornada Mundial da Juventude, no ano passado, disse aos jovens sua aspiração para eles, durante encontro com os argentinos na Catedral, no dia 25 de julho: “Espero que façam barulho!”

O Santo Padre confiou algo tremendo à juventude: já que são os rapazes e moças que transitam por todos os ambientes sociais, sejam de estudos, lazer ou profissionais, cabe a eles “fazer barulho” sobre a sua fé. Com ousadia, devem levar Deus a esses locais. A missão bela, direcionada à juventude — que é plena de vigor e entusiasmo —, é a de ser igreja fora da igreja e a de viver o cristianismo dentro dela! Veja como ele concluiu seu pensamento: “Quero que nos defendamos de tudo o que é mundanismo, imobilismo; nos defendamos do que é comodidade, do que é clericalismo, de tudo aquilo que é viver fechados em nós mesmos.”

Sim! O Papa deseja que tenhamos ação, que não fiquemos acomodados atrás dos muros das nossas comunidades ou esperando que outros realizem esse nobre serviço. Ele nos impulsiona para que possamos estar em qualquer ambiente do nosso dia a dia com a consciência de que, se nos portarmos como cristãos, a nossa presença ali vai evangelizar. A nossa fé, que é viva, tem força para, por meio do nosso testemunho, arrastar multidões para o coração de Deus. Acredite nisso!

Ainda existem entre nós irmãos que têm medo de “pescar em mar aberto”, porque acreditam que o “mundanismo”, sobre o qual o Papa falou, pode ser uma ameaça para a igreja. Mas não! Um jovem cristão consciente, que com a sua vida testemunha Deus, é que é uma ameaça a qualquer ideia contrária! Porque ele traz em si a força do Espírito Santo, que é capaz de revelar a existência de Deus ao mundo.

Entenda: onde quer que eu vá, eu sou padre. Eu não tenho posturas diferentes, de acordo com o lugar em que estou ou conforme as pessoas ao meu redor. Eu sou o que sou. Você não é diferente! Esteja na night, no trabalho, na academia, com gente muito humilde ou abastada financeiramente, você também é o que é!

Mas o que você é mesmo? Sabe? Eu te lembro: você é um jovem com uma missão incrível: a de fazer barulho, incomodar, mexer com o interior dos que não descobriram ainda a alegria da fé. Isso não é pouca coisa, não! É nobre demais!

Quero aceitar a missão que o Papa Francisco deixou: com a algazarra que a alegria da minha fé é capaz de fazer, quero que a plenitude da minha vida em Cristo conduza outros para o céu. E você, aceita o desafio? ‘Tamu junto’!

Últimas de _legado_Opinião