Eduarda La Rocque: Pacto de amor

“O Rio não para. Continua promovendo medidas que possam contribuir com a diminuição das desigualdades”

Por O Dia

Rio -  Escolhida como sede de grandes eventos, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos de 2016, por meio de novas metodologias de gestão pública, a cidade do Rio também vem atraindo a atenção para as transformações em áreas importantes, como desenvolvimento social, infraestrutura urbana, meio ambiente e transportes.

As políticas públicas que a Prefeitura do Rio tem implementado, por meio de programas que visam à melhoria da qualidade de vida na cidade, renderam inclusive um prêmio da Organização das Nações Unidas ao antigo programa UPP Social — que agora se chama Rio+Social —, que promove as ações de inclusão do poder público municipal em territórios pacificados.

O reconhecimento internacional ao programa, coordenado pelo Instituto Pereira Passos (IPP-Rio), em parceria com o ONU-Habitat, foi alcançado pela sua contribuição aos avanços do desenvolvimento urbano, econômico e social de favelas, incluindo o acesso e melhoria aos serviços públicos nesses territórios.

Em dezembro de 2014, foi lançado o Pacto do Rio: por uma cidade integrada. Lembro o saudoso cantor e compositor Cazuza em “o tempo não para!”, para destacar que a Cidade Maravilhosa também não. Continua promovendo medidas que possam contribuir com a diminuição das desigualdades sociais.

Criado pelo Instituto Pereira Passos, o Pacto do Rio é uma declaração de amor pela cidade, prestes a completar 450 anos de História, com um conjunto de compromissos articulados entre os setores público e privado, academia e sociedade civil para promover e monitorar o desenvolvimento sustentável do município, com base em informação qualificada e compartilhada.

O pacto integra órgãos das três esferas de governo e o setor privado aos mais diversos segmentos sociais, por meio de Parcerias Público-Privadas Participativas. E tem o compromisso de criar oportunidades para que a cidade do Rio de Janeiro empregue seus melhores recursos na solução de problemas urbanos e ambientais.

O futuro da cidade do Rio de Janeiro requer que sejam tomadas iniciativas como o Pacto do Rio. Uma ação que vai contribuir para o município integrar desempenho econômico com justiça social.

Eduarda La Rocque é presidenta do Instituto Pereira Passos

Últimas de _legado_Opinião