Amanhecer contra a Redução: Sonho no lugar da faca

Acreditamos no poder transformador da Educação, do esporte, da arte, da cultura, do trabalho e da garantia de direito

Por O Dia

Rio - Enquanto o conservadorismo avança no Congresso, nós, jovens de vários cantos da cidade, nos organizamos no Amanhecer contra a Redução da Maioridade Penal. Queremos dialogar com a sociedade sobre a PEC 171, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos no Brasil, e leva nossos jovens a serem presos com adultos. Afirmamos: redução não é solução. Nenhum país que reduziu a maioridade penal diminuiu a violência. Alguns inclusive voltaram atrás após verem sua ineficiência, como o Japão.

O Brasil possui a terceira maior população carcerária do mundo, mas não reduziu seus índices de violência. Nossas cadeias são superlotadas e têm péssimas condições: jogar nossos jovens nesses presídios só vai piorar a situação. Como eles serão quando saírem de lá? Cerca de 70% dos ex-detentos no sistema penitenciário voltam a cometer crimes, enquanto essa taxa é de 20% do sistema socioeducativo.

Além disso, a juventude, principalmente a negra e das periferias, é quem mais morre, não quem mais mata no Brasil. Entre 1980 e 2010, os homicídios de menores cresceram 346%, enquanto menos de 2% dos homicídios no país são praticados por jovens.

É importante lembrar que qualquer adolescente já é responsabilizado, a partir dos 12 anos, pelo ato cometido contra a lei. Temos um sistema específico para o jovem, através do Estatuto da Criança e do Adolescente, que tem o objetivo de ressocializar e ajudar o menor infrator a recomeçar. Infelizmente, o próprio Estado não cumpre o Estatuto. Precisamos fazê-lo valer!

A juventude brasileira tem potencial e só precisa de alternativas. Acreditamos no poder transformador da Educação, do esporte, da arte, da cultura, do trabalho e da garantia de direitos. É esse o caminho que queremos para nós e para os outros jovens do país, com oportunidades e protagonismo sobre nossas escolhas. Acreditando nessa potência, unimos 30 mil pessoas na Praça 15 no dia 14, com o Festival Amanhecer, que mostrou a força e pluralidade daqueles que acreditam na juventude. Na ocasião, Mike, do Dream Team do Passinho, resumiu bem: “Se houver um violão, microfone na mão, lápis e um sonho pela frente, não vai ter faca.”

Nos próximos dias, a PEC 171 será votada na Câmara dos Deputados. Neste momento, os mesmos parlamentares que cortam verba da Educação e cultura têm pressa para aprovar essa falsa solução. É inaceitável. Nós vamos a Brasília, cobrar que este debate seja feito com mais responsabilidade pelo futuro do Brasil. Se depender de nós, a redução não vai passar.

Amanhecer Contra a Redução é um Coletivo

Últimas de _legado_Opinião