Editorial: Questões secundárias do aumento

Pacote inclui aumentos que chegam a 41,47% a servidores do Judiciário

Por O Dia

Rio - Perderam excelente oportunidade de romper com um dispendioso hábito os ministros do Supremo Tribunal Federal. Os magistrados aprovaram proposta que reajusta em 16,38% os próprios vencimentos. O pacote, que segue para o Congresso — onde historicamente ‘bondades’ como essa são referendadas sem sustos —, inclui aumentos que chegam a 41,47% a servidores do Judiciário.

Este espaço bem que poderia retomar a cantilena do senso de responsabilidade na hora de majorar os próprios vencimentos. Mas, pela reincidência do fato, atenta-se para fatos secundários.

Presidente da Corte, o ministro Ricardo Lewandowski minimizou o ‘efeito cascata’ que fatalmente ocorrerá nos salários do poder público, atrelando a “leis”. E seu colega Gilmar Mendes reclamou da “algazarra” que no seu entendimento transformou o teto do funcionalismo em piso. Nada disso seria necessário, contudo, se houvesse contrição, ainda que momentânea, em respeito aos milhões de desempregados e aos brasileiros nesta crise.

Últimas de _legado_Opinião