Impedidos de protestar ao redor do Maracanã, manifestantes se reúnem na UERJ

Somente pessoas identificadas podem circular em área de bloqueio

Por O Dia

Rio - Cerca de 100 manifestantes estão reunidos na rampa da UERJ, na Zona Norte, na tarde desta quinta-feira, para protesto contra os gastos excessivos na construção dos estádios da Copa, entre outras demandas.

As vias no entorno do estádio estão bloqueadas por PMs para a realização do jogo da Copa das Confederações. Apenas pessoas e veículos identificados podem entrar na área de bloqueio. Por este motivo, as pessoas estão concentradas na universidade. 

Torcedores encontram forte esquema de segurança na chegada ao Maracanã

O clima no entorno do Maracanã horas antes do jogo entre Espanha e Taiti pela Copa das Confederações nesta terça-feira era bem diferente do encontrado no último domingo, antes do duelo entre Itália e México, com menos torcedores e um maior esquema de segurança nas ruas. Vias importantes como a Rua Professor Eurico Rabelo, Avenida Maracanã, estão parcialmente bloqueadas, com apenas uma pista sendo utilizada.

A assessoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro confirmou que houve aumento do efetivo para hoje. com relação à última partida do estádio, quando 1.200 homens faziam a segurança, sendo 200 do Batalhão de Choque. No entorno do Maracanã, muitos policiais, agentes de trânsito e guardas municipais, além de inúmeros veículos destas corporações, eram vistos. 

Policiamento é reforçado no entorno do MaracanãCadu Bruno / Agência O Dia

Um PM e um funcionário da CET-RIO, que preferiram não se identificar, afirmaram que houve orientação para intensificar o esquema de segurança devido à possibilidade de protestos nos arredores do estádio.

No último domingo, uma manifestação foi organizada com intuito de se aproximar do Maracanã durante o jogo entre Itália e México e acabou sendo duramente reprimida, com bombas de gás lacrimogêneo e tiros de balas de borracha. A confusão se estendeu até a Quinta da Boa Vista.

Polícia Militar pede paz nas manifestações: Sem violência

A Polícia Militar pede paz para a manifestação prevista para esta quinta-feira. Com um folheto duplo, que pode ser impresso, a corporação pede: Sem violência, ajude-nos a proteger você. O pedido ocorre após confrontos envolvendo PMs e manifestantes nos últimos protestos.

A manifestação está marcada para às 17h, com saída da Candelária em direção à Prefeitura, no Centro. O efetivo desta quinta é de 1800 PMs espalhados no Maracanã, por conta do jogo da copa das Confederações, e no acompanhamento da manifestação.

Polícia pede paz em manifestações no RioDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro