Polícia indicia traficantes por ataques às sedes do AfroReggae

Ações teriam sido planejadas durante conversa ocorrida no dia 10 de maio no presídio federal de Catanduvas, no Paraná

Por O Dia

Rio - Os traficantes Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira Mar, Marcio dos Santos Nepomuceno, O Marcinho VP e Bruno Eduardo da Silva Procópio, o Piná, foram indiciados pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) pelo crime de associação ao tráfico de drogas. Os indiciamentos fazem parte dos três inquéritos relatados, nesta segunda-feira, pela especializada que apuravam os crimes praticados contra a ONG Afroreggae.

De acordo com o delegado Márcio Mendonça, titular da DCOD, Beira-Mar e Marcinho VP planejaram os ataques às sedes do Afroreggae durante uma conversa ocorrida no dia 10 de maio desse ano no presídio federal de Catanduvas, no Paraná. Ainda segundo o delegado, Piná estaria envolvido na ação por ser um dos chefes do tráfico no Complexo do Alemão, na Penha.

O delegado solicitou à Justiça a prisão dos três indiciados. Contra Beira Mar e Marcinho VP, ele representou pela permanência dos dois no regime disciplinar diferenciado. Piná encontra-se foragido.


Últimas de Rio De Janeiro