'É um absurdo', diz Paes sobre desaparecimento de vigas da Perimetral

Avaliado em R$ 14 milhões, material de 40 metros e 20 toneladas foi levado de depósito no Rio

Por O Dia

Rio - O desaparecimento de seis vigas que pertenciam a rampas do Elevado da Perimetral foi classificado como um absurdo pelo prefeito Eduardo Paes. Para ele, a concessionária Porto Novo, responsável pela concessão da área da Perimetral, terá que se responsabilizar e ressarcir a prefeitura caso as vigas não apareçam.

"É um absurdo que isso tenha acontecido. Fiquei sabendo do ocorrido hoje (quarta) de manhã. A concessionária vai ter que pagar por isso", disse Paes, que participou de entrega de licenças para motoristas de vans na manhã desta quarta-feira. O caso foi divulgado no Bom Dia Rio, da TV Globo.

Prefeito criticou desaparecimento de vigas durante evento nesta quarta-feiraAlessandro Costa / Agência O Dia

Seis vigas de 40 metros e 20 toneladas cada uma foram levadas para um depósito há dois meses, de onde foram furtadas. Segundo a Prefeitura, o furto foi constatado apenas nesta terça-feira. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio (Crea-RJ) avaliou as vigas em aproximadamente R$ 14 milhões. O material será vendido em leilões e outra parte usada em obras da prefeitura.

Segundo a Prefeitura, a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio (Cdurp) apura o ocorrido, para punir os responsáveis.

Últimas de Rio De Janeiro