Comandante das UPPs se desculpa por Caso Amarildo

Frederico Caldas participa na Rocinha do lançamento de cartilha que orienta como morador deve agir durante abordagem policial

Por O Dia

Rio - À frente da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), o coronel da PM Frederico Caldas pediu desculpas a moradores da Rocinha e aos familiares do pedreiro Amarildo de Souza, que foi torturado e morto por policiais da UPP local em 14 de julho. O oficial esteve nesta quarta-feira na comunidade de São Conrado, onde participou do lançamento da cartilha ‘Cidadão com segurança — Respeito mútuo entre cidadão e polícia’.

“Pedimos desculpas à família do Amarildo e aos moradores da Rocinha. Isso o que aconteceu foi um absurdo e inadmissível”, disse o comandante da CPP. Treze policiais estão presos pelo crime.
Idealizada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), a cartilha trata dos direitos e deveres do cidadão no caso de abordagens policiais, destacando a questão do respeito recíproco.

Caldas%3A ‘Pedimos desculpas à família de Amarildo. Foi um absurdo ’Estefan Radovicz / Agência O Dia

“Você passa a saber como um policial deve abordar e a a entender como o cidadão deve se comportar nesses casos. A cartilha delimita o espaço de cada um”, disse o sub procurador-geral de Justiça de Direitos Humanos do Ministério Público do Rio, Ertulei Laureano Matos.

Também estiveram presentes representantes dos ministérios públicos Federal e Militar, da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, lideranças comunitárias e Elizabeth Gomes da Silva, viúva de Amarildo. Na ocasião, ela agradeceu o empenho de autoridades na elucidação do crime que vitimou o marido e disse que vai ajudar na divulgação da cartilha: “Estou aqui para gritar firme e forte pelo Ministério Público. Esta cartilha vai ajudar nessa organização, e eu também vou trabalhar muito para manter a paz na Rocinha”. 

Outros moradores também demonstraram esperança. É o caso do comerciante Jorge Machado: “Esperamos uma convivência pacífica entre todos", disse ele, 54 anos.

Últimas de Rio De Janeiro