Quaquá espera para esta quarta fim da ‘novela’ da aliança com PMDB

Presidente do PT-RJ se reúne com líder nacional do partido, Rui Falcão

Por O Dia

Rio - Às 16h desta quarta-feira, em São Paulo, o presidente regional do PT no Rio, Washington Quaquá, espera ver o fim do que chama de “novela”. O prefeito de Maricá tem encontro à tarde com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e espera definir, de vez, a data da saída da legenda do governo de Sérgio Cabral.

Para Quaquá, o ideal é sair ainda em janeiro, para que a militância possa ser “mobilizada” para a pré-campanha do senador Lindbergh Farias a governador já no início de fevereiro. A expectativa do petista é sair da reunião hoje com “a definição”.

“O PT do Rio não pode mais ficar refém da chantagem do (presidente regional do PMDB, Jorge) Picciani, atacou ontem Quaquá. Ele se referiu à ameaça que o partido de Cabral já fez de não apoiar a candidatura da presidenta Dilma Rousseff se Lindbergh for realmente candidato contra o vice-governador, Luiz Fernando Pezão. Pelo PMDB, o PT ficaria no governo pelo menos até março.

Para alianças, Quaquá diz que o PT do Rio está aberto a todos os partidos da base de apoio ao governo federal e aos que não são aliados mas que apoiem Dilma em outubro.

Últimas de Rio De Janeiro