Garis brigam na Zona Oeste

Ônibus com cerca de 40 funcionários da empresa foi impedido de seguir viagem por grupo de grevistas

Por O Dia

Rio - Um ônibus da gerência de Campo Grande da Comlurb com aproximadamente 40 garis, que estariam indo para o Sambódromo, no Centro do Rio, foi impedido se seguir viagem por um grupo de grevistas na manhã desta quarta-feira. O veículo foi interceptado na Avenida Manuel Caldeira de Alvarenga com o argumento de que a greve continua. O caso acabou em discussão e agressão de ambas as partes.

>>> GALERIA: Lixo acumulado se espalha pela cidade com a greve dos garis

Everaldo dos Santos Vargas, de 43 anos, que foi levado para o Hospital Estadual Rocha Faria com uma lesão na cabeça, acusa um dos grevistas de agressão. Entretanto, os funcionários em greve acusam Everaldo de ter começado a briga. Todos os envolvidos foram levados para a 35ª DP (Campo Grande), onde o caso foi registrado.

Com greve dos garis%2C Rio tem lixo acumulado em vários bairros%2C como Centro%2C Lapa%2C Catete e Aterro do FlamengoFotos%3A Severino Silva / Agência O Dia

Ameaça no Aterro do Flamengo

A limpeza dos jardins do Aterro do Flamengo foi interrompida no início do trabalho. Cerca de 50 grevistas ameaçaram os 20 garis que desembarcavam de veículos da Comlurb, perto do Monumento dos Pracinhas. Gritos de xingamentos e quebra de ferramentas dos trabalhadores desencorajaram os garis, que voltaram aos veículos e desistiram do trabalho.

Nova manifestação em frente à sede da Comlurb

Os garis em greve promotem fazer uma nova manifestação nesta quarta-feira. O ato está programado para ocorrer ao meio-dia na Rua Major Ávila, na Tijuca, Zona Norte, em frente à sede da Comlurb. O grupo também pretende marcar presença na apuração dos desfiles das escolas de samba do Carnaval, no Sambódromo.

Na manhã desta Quarta-Feira de Cinzas, as ruas permanecem completamente tomadas pelo lixo. O cheiro do material, não retirado durante todo o Carnaval, começa a tomar conta do Centro do Rio. A mesma situação era vista em Madureira, na Zona Norte. Catadores vasculham os lixos não recolhidos, espalhando os resíduos e emporcalhando ainda mais as vias. Alguns funcionários da Comlurb realizam o trabalho de limpeza das ruas da cidade.

Na Rua Ibituruna, na Tijuca, garis foram impedidos de trabalhar por grevistas. De acordo com o dono de um bar localizado na rua, os funcionários realizavam a limpeza quando um grupo à paisana chegou, conversou e convenceu os trabalhadores de interromper o trabalho.

Últimas de Rio De Janeiro