Rio controla os céus na Copa

Aeronáutica reforça monitoramento do espaço aéreo brasileiro, a partir de central na cidade

Por O Dia

Rio - A uma semana da abertura da Copa do Mundo, as seleções de outros países começaram a ser monitoradas. Mas a 11 mil metros de altitude. Reativada ontem, a sala master de comando e controle da Aeronáutica irá acompanhar o fluxo de tráfego aéreo até mesmo de delegações que chegam ao país para disputar o Mundial.

Localizada no Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), próximo ao Aeroporto Santos Dumont, a sala vai monitorar o deslocamento de todos os aviões no país 24 horas por dia até 20 de julho. Terá o auxílio de outros órgãos, como Infraero, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Polícia Federal.

Reativada ontem%2C a sala master de comando e controle da Aeronáutica será usada para o acompanhar o fluxo de tráfego aéreo em todas as 12 cidades-sede da Copa do MundoFernando Souza / Agência O Dia

A delegação chilena, a primeira a desembarcar no país, decolou ontem à tarde com 30 minutos de atraso do país de origem para o Aeroporto de Confins, em Minas Gerais. Controladores de voo, em contato com o piloto, traçaram uma rota mais rápida, para evitar atraso. As delegações da Itália e Holanda devem desembarcar hoje de manhã no Aeroporto Internacional do Galeão. Mas a chegada de um nevoeiro na madrugada de ontem fez com que os responsáveis pelo espaço aéreo brasileiro traçassem um plano B.

“Se o aeroporto fechar no Rio, temos equipes posicionadas para receber essas delegações em Guarulhos ou Campinas. O que a gente quer é agilizar as decisões em situações adversas”, explicou o coronel Ary Rodrigues Bertolino, chefe do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), da Aeronáutica.
Idealizada há três anos, a sala master tem como objetivo afastar riscos com pousos e decolagens, uma das preocupações do governo às vésperas da Copa do Mundo.

“Nós estamos preparados para atender a demanda da Copa”, garantiu o ministro Moreira Franco, da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, que compareceu à inauguração. 

Controladores de voo estão a postos para a segurança no espaço aéreoFernando Souza / Agência O Dia

O projeto foi colocado em prática em eventos que atraíram a chegada de pessoas de todo o mundo, como a Rio+20, a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude. Para a Copa do Mundo, a Aeronáutica elaborou um projeto piloto no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com investimentos em infraestrutura e planejamento. A ideia acabou sendo reproduzida nos aeroportos das 12 cidades-sede. Nos aeroportos de Manaus e Cuiabá, as reformas ainda estão em andamento.

Um pente fino nos hotéis das seleções

A Polícia Federal fez ontem à tarde uma varredura no Hotel Caesar Park em Ipanema, onde a seleção da Holanda vai ficar hospedada. Os jogadores chegam hoje, pela manhã, ao Rio. A vistoria foi feita em 70 suítes, que ficam em quatro andares, e em dois salões, por nove agentes e dois cães que farejam explosivos. O trabalho foi feito em parceria com o Exército e durou duas horas e meia. Os militares usaram técnicas e equipamentos para detectar ameaça química, biológica, nuclear e radiológica.

Antes de irem para o hotel, os policiais e os militares estiveram no campo da sede do Flamengo, na Gávea, onde os holandeses vão treinar, também para um rastreamento minucioso. Foram vistoriados inclusive os vestiários dos jogadores. A previsão é que a seleção desembarque na Base Aérea do Galeão hoje, às 5h30. 

Agente da PF usa cão farejador em hotel onde ficará a Holanda Fernando Souza / Agência O Dia

O cuidado com os atletas é tão grande que, cerca de duas horas antes de eles chegarem, todos os veículos que a comitiva vai usar para se deslocar até o hotel foram alvo de uma exaustiva varredura. A Holanda estreia na Copa do Mundo contra a Espanha no próximo dia 13, na Arena Fonte Nova em Salvador. O próximo monitoramento deve ocorrer sábado, quando chega a seleção inglesa. Os locais onde eles vão se hospedar e treinar serão inspecionados. O mesmo vai ocorrer nos hotéis Sheraton Rio e Barra, onde ficarão as seleções da Bósnia e da Argentina.

Google indica as ruas decoradas

O Google Maps iniciou ontem serviço no Brasil que indica no mapa as ruas que estão enfeitadas para a Copa. No Rio, algumas das ruas são a Pereira Nunes, em Vila Isabel; Tavares Bastos, no Catete; Ararapira, em Marechal Hermes e Benjamin Constant, na Glória.

No site, as ruas são marcadas com círculos rosas deixando as localidades destacadas. Ao aproximar a imagem, é possível visualizar, em detalhes, a decoração das ruas. Isto porque as imagens são acompanhadas de textos com informações sobre o tipo de material usado, quem fez e a tradição do lugar em eventos anteriores. Na Rua Tavares Bastos, por exemplo, há a informação de que um grupo decora a via para o evento desde 1986.

Na Rua Pedro Américo, no Catete, o seguinte texto acompanha a fotografia da decoração: “Toda a comunidade se reúne para pintar esta rua, em uma grande festa, uma tradição desde 1990.” A ferramenta que permite que a criatividade de cada lugar seja apreciada de qualquer parte do planeta agradou. Para Hugo Pontes, 22 anos, que pelo terceiro ano ajuda a enfeitar a Rua Alzira Brandão, na Tijuca, a iniciativa é boa porque divulga a arte verde e amarela.

Colaborou Christina Nascimento

Últimas de Rio De Janeiro