Alzirão primeiro proíbe e, depois, libera isopor

Pessoas com bebidas foram barradas. Uma confusão marcou o começo do jogo ontem, no Alzirão

Por O Dia

Rio - Uma confusão marcou o começo do jogo ontem, no Alzirão. Por volta das 16h20, dezenas de pessoas que tentaram passar com bebidas para a área da festa, pela entrada da Rua Valparaíso, foram impedidos por seguranças terceirizados. Antes, muitos entraram com isopores e sacolas plásticas com cerveja, revoltando os que foram barrados.

“Isso aqui é uma rua, como vão proibir as pessoas de passar com bebidas? É um absurdo, já acabou com nosso divertimento”, exclamou Diego Gonçalves, de 30 anos, que estava com uma bolsa térmica cheia de latas de cerveja. “Não podem me obrigar a consumir o que vendem nas barracas”.

Do lado de fora da festa%2C público faz críticas aos organizadoresAg.O DIA

O grupo das amigas de Márcia Regina, de 50, também foi barrado. “É um espaço público. Não estamos com nenhuma garrafa de vidro. Viram nossas sacolas e mandaram que consumíssemos aqui fora”, disse, depois de ter ajuda negada por guardas municipais e PMs.

Com a proibição repentina, o jeitinho carioca apareceu, e muitos conseguiram passar suas bebidas para a festa, aproveitando um pequeno espaço entre os tapumes colocados na entrada.

Quando o jogo começou, a entrada de isopor foi liberada. Organizadores disseram que tudo era ‘questão de bom senso’.

 

Últimas de Rio De Janeiro