Moradores da Praça Seca relatam intensa troca de tiros

Responsável pelo policiamento na região, 9º BPM (Rocha Miranda) nega que esteja realizando operação no bairro. No Complexo do Alemão, na Zona Norte, moradores também relatam tiroteio

Por O Dia

Rio - Uma intensa troca de tiros é relatada por moradores da Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, desde o início da manhã deste domingo. Pelo WhatsApp do DIA (21 98762-8248) e por nossas contas no Twitter, eles afirmam que tiros são disparados em diversas ruas da região.

Policiais são vistos em rua da Praça Seca%2C na Zona Oeste%2C onde moradores relatam intensa troca de tirosReprodução Internet

"Forte tiroteio no morro São José Operário, na Praça Seca, nesta manhã de domingo", contou a moradora Graça Paes (@gracapaes). "Tiro comendo solto na Praça Seca!", disse Renan Mattos (@ren07_7). "Muitos tiros na Praça Seca. Alguém sabe o que está rolando? Aqui da Quiririm escuto muito bem. Só armamento pesado", perguntou Andréa Ramos (@DeaShadows). Por volta das 8h20, outro usuário da rede social falou: "E o tiroteio continua...quase duas horas direto sem interrupção".

Helicóptero da PM sobrevoa favela São José Operário%2C na Praça SecaSeguidor %40fbbfigueiredo

Por volta das 9h30, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) realizou uma operação, na manhã deste domingo, para checar denúncia de tráfico de drogas na comunidade São José Operário, na Praça Seca. Houve confronto, mas ninguém ficou ferido. Não houve apreensões. O 9º BPM reforçou o policiamento no local.

Segundo informações, o Bope teria ido ao local para fazer buscas no São José Operário de armas escondidas na favela, após receber denúncias pelo disque-denúncia.

Tiroteio no Complexo do Alemão

A manhã também foi de intensa troca de tiros entre policiais e traficantes no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio. De acordo com relatos de moradores da região, repassados pelo WhatsApp do DIA (21 98762-8248), policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) realizaram operação e som dos disparos pôde ser ouvido à distância.

Segundo os moradores, os confrontos se concentravam nas regiões da Grota, Rua Dois, Alvorada e Avenida Central.

De acordo com a PM, por volta das 6h30, policiais que estavam na base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Alemão ouviram barulhos de tiros na direção da localidade conhecida como Alvorada. Equipes das unidades Alemão e Nova Brasília fizeram buscas na região e não constataram nada.

Últimas de Rio De Janeiro