Sem controle

Técnicos do TCM descobriram que, no ano passado, 5.814 processos de prestação de contas ainda estavam pendentes de aprovação em secretaria comandada por Bethlem

Por thiago.antunes

Rio - Técnicos do Tribunal de Contas do Município descobriram que, no ano passado, 5.814 processos de prestação de contas ainda estavam pendentes de aprovação na Secretaria de Desenvolvimento Social. Ainda havia por lá, na mesma situação, 714 processos — alguns deles, bem antigos, formalizados a partir de 1996.

Até junho de 2012, o responsável pela secretaria era o deputado federal Rodrigo Bethlem, suspeito de receber propina de uma ONG que presta serviços à prefeitura.

Recomendações

A análise dos processos é uma das 26 recomendações do TCM que constam do parecer prévio sobre as contas de Eduardo Paes.

Professores e médicos

Os conselheiros do TCM também recomendaram que a prefeitura solucione problemas como a falta de professores e médicos, elabore projetos mais precisos para obras a serem licitadas e fique atenta à situação de seu fundo de previdência.

Pegaram mais leve

Relator do parecer, o conselheiro José Moraes queria que o TCM determinasse a execução das medidas, mas seus colegas, depois de muita discussão, optaram por apenas fazer recomendações.

Indiferença

Clientes da The Bakers, confeitaria chique de Copacabana, ficaram chocados ontem com os responsáveis pela loja. Eles não deram a menor bola quando uma das atendentes começou a passar mal, e quase desmaiou. Depois de uns 40 minutos, foi socorrida pelo Samu.

Favelas menores

Não é muito, mas vale o registro: o Rio Como Vamos analisou dados da prefeitura e descobriu que, entre 2008 e 2013, a área ocupada por favelas no Rio caiu 1,82%.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia