Desapropriação de terreno da Universidade Gama Filho é autorizada

Área de 85 mil metros quadrados estava deserta desde janeiro. Projeto de lei aprovado na Alerj segue para aprovação do governador, Luiz Fernando Pezão

Por O Dia

Rio - O antigo campus da Universidade Gama Filho, em Piedade, Zona Norte do Rio, poderá ser desapropriado pelo estado, segundo proposta de projeto de lei aprovada nesta quarta-feira na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O campus, localizado na Rua Manoel Vitorino, 553, ocupa uma área de 85 mil metros quadrados, distribuídos em 13 prédios.  Desde que a universidade foi descredencia pelo Ministério da Educação (MEC), em janeiro deste ano, o local e o entorno se transformaram numa área deserta, preocupando moradores e dando prejuízo aos poucos comerciantes que continuam atuando nas proximidades.

O proposta do deputado Paulo Ramos (PSol), através do projeto de lei 2.965/14, autoriza o Governo a declarar a área de utilidade pública. O texto do deputado diz ainda que a área poderá ser destinada a outro centro universitário.

Desde descredenciamento do MEC, em janeiro, moradores e comerciantes temem por segurança na regiãoFotos%3A Marco Antonio Cavalcanti / Agência O Dia

Segundo argumentos apresentados pelo deputado para que o texto fosse aprovado, dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que a violência aumentou em mais de 70% na região.

“Todos nós acompanhamos a tragédia que foi o fim da Gama Filho. Como desdobramento, além dos prejuízos para os alunos e funcionários, constatamos também prejuízo para o bairro, para os comerciantes que viviam em seu entorno. Agora houve a chance de dar o mesmo destino para aquela área. Espero que o governo se sensibilize e instale ali uma nova universidade, uma universidade pública”, disse Ramos.

O projeto segue para análise do governador Luiz Fernando Pezão, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar o texto.

Últimas de Rio De Janeiro