Pimenta no BBB!: Esquentadinho fora, mas impune

O BBB Douglas, que confessou ter espancado uma ex-namorada, não será punido pois o crime já teria prescrito

Por O Dia

Douglas não recebeu muito bem a notícia de que ele é quem deveria deixar a casaReprodução

Rio - Se ficasse, avisou, “o pau ia quebrar”. Não ficou: o motoboy Douglas é o segundo eliminado do ‘BBB 15’, com 63% dos votos, mas o pau já quebrou na vida desse esquentadinho. O paulista confessou, nesta terça-feira de madrugada, ter espancado uma ex-namorada. Justiça para o Barba-Loura? Talvez — e infelizmente — só a do ‘Big Brother’, pois o suposto crime de lesão corporal já prescreveu. E Adrilles, que nada tinha a ver com a história, respirou aliviado com a permanência.

A Tamires, Angélica, Amanda e Luan, Douglas contou ter batido em duas ocasiões na ex, “loira, linda”, depois que ela supostamente não reagiu bem ao término do namoro. Pelas contas dele, foi há nove anos. Primeiro, ela teria espalhado que ele era gay. “Depois, me queimou com cigarro”, emendou. E seguiu com a narrativa. “Pensei: ‘Tá errado, mano, ela não pode fazer isso.’ Voltei lá, e tum-tum-tum. Só na cara, quebrei ela”. Na segunda vez, Douglas continuou, ele deu “um soco nela que ela desmaiou”.

O motoboy ainda afirmou que não teria problemas em explicar o episódio numa delegacia, caso ela o denunciasse. “Paciência tem limite. Se fosse hoje, ela iria na delegacia, daria queixa da Maria da Penha e eu iria de bom grado e falaria: ‘Eu bati. Estourou minha paciência.’ Eu ficaria um mês preso, eu pagaria cesta básica, não deveria ter batido.”

A Polícia Civil de São Paulo informou que o avanço do caso necessitaria da representação da vítima em alguma delegacia. Mas o STF estabeleceu, em 2012, que a ação penal pública da Lei Maria da Penha não necessita mais de exclusiva representação caso se torne pública.

Dinâmica esquisita, essa com festas às quartas e sextas. Mal se cura a ressaca de uma, vem outra. A gente tem uma pista. Este BBB está mais enxuto. A edição dos melhores momentos da festa ocupava um bom espaço da edição de domingo, que também tem de mostrar a prova da comida e o pré-paredão. Aí joga-se a esbórnia para sexta, e bomba-se a edição do sábado.

Últimas de Rio De Janeiro