Deputados da Alerj emendam feriado de Carnaval

Três deputados pediram para faltar de 7 a até 13 dias em período que coincide com dias que emendam o feriadão

Por O Dia

Rio - O ano Legislativo mal começou na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e três deputados já pediram para faltar de sete a até 13 dias na Casa. O período coincide com dias que emendam o feriadão de Carnaval. Os trabalhos na Alerj começaram no último dia 2. Dois justificaram o motivo por viagens ao exterior, um não revelou o motivo.

O deputado Filipe Soares (PR), novato na Casa, pediu para faltar ao trabalho de 13 até 19 de fevereiro. O parlamentar não informou o motivo da ausência no comunicado, publicado na sexta-feira passada no Diário Oficial da Alerj. Já o deputado Bebeto (SD), um dos recordistas de faltas na Alerj, pediu para se ausentar por 13 dias, “em decorrência de viagem ao exterior, Portugal, tendo em vista assuntos particulares a serem tratados”.

No ofício, Bebeto agradece “a adoção das providências cabíveis quanto a ausência às sessões durante o período” — dos dias 12 a 24 de fevereiro. Já o deputado Domingos Brazão (PMDB) justificou sua ausência das sessões ordinárias entre os dias 12 e 19 deste mês, alegando que se darão “por motivo de viagem ao exterior, anteriormente agendada”. E finaliza o ofício agradecendo à casa: “Certo da compreensão do nobre presidente, antecipadamente, agradeço a Vossa atenção”.

Porém, o parlamentar não informou o destino nem se o motivo era profissional ou pessoal. Os três também não pediram a ausência de remuneração à Mesa Diretora nos dias não trabalhados, no comunicado publicado no diário. A assessoria de imprensa da Alerj informou que as faltas dos deputados só são abonadas em caso de doença ou por motivo de compromisso oficial.

De acordo com o artigo 247, do Regimento Interno da Alerj, para se afastar do território nacional, o deputado deve dar prévia ciência à Assembléia, por intermédio da presidência, indicando a natureza do afastamento e o tempo estimado.

Em dezembro do ano passado, pela primeira vez em sua história, os deputados tiveram descontos no salário por conta de faltas. Sessenta e seis deputados dos 70 foram atingidos, com 367 faltas. A economia foi de R$ 245 mil com a tesourada.

A assessoria do imprensa do deputado Domingos Brazão não soube informar o motivo de viagem do parlamentar para o exterior, nem se ele pediu abonou das faltas ou não. O celular do deputado Bebeto estava fora de área ou desligado na tarde de ontem. Já o deputado Filipe Soares não atendeu as ligações da equipe de O DIA.

Últimas de Rio De Janeiro