Adolescente é atingido por bala perdida em escola de Niterói

Garoto de 13 anos participava de uma aula de Educação Física na quadra de uma escola do Fonseca quando bala o acertou de raspão nas costas. Ele não corre risco de morte

Por O Dia

Rio - Uma simples aula de Educação Física por pouco não terminou em tragédia, nesta sexta-feira, no colégio Nossa Senhora das Mercês, na Alameda São Boaventura, no bairro do Fonseca, em Niterói. Um estudante de 13 anos foi atingido de raspão nas costas por uma bala perdida, enquanto jogava handebol. Com ferimentos leves, ele foi medicado e passa bem. O caso foi registrado na 78ªDP (Fonseca).

Policiais militares estiveram na tarde desta sexta-feira%2C na Escola Nossa Senhora das Mercês%2C em Niterói%2C após um aluno ser atingido por uma bala perdida no localPaulo Araújo / Agência O Dia

Segundo os moradores, a origem da bala seria de um tiroteio entre bandidos de facções rivais, que disputam o domínio do complexo de favelas da região. O comandante do 12º BPM (Niterói), Fernando Salema, no entanto, negou o confronto.

LEIA MAIS:

Imagens podem ajudar a descobrir de onde partiu tiro que matou engenheiro

Engenheiro morto dentro de casa por bala perdida será enterrado nesta sexta

Morador da Zona Norte morre após ser atingido por bala perdida dentro de casa

O colégio tem cerca de 850 alunos, sendo 30 do oitavo ano do Ensino Fundamental — turma da vítima. A quadra e parte do pátio foram interditados, porém, as aulas aconteceram normalmente. Segundo a direção da escola, a professora de Educação Física paralisou a atividade após encontrar o projétil na quadra esportiva.

“Ouvimos um barulho de ferro, quando ele (o jovem baleado) disse que foi atingido. Quando vimos, era uma bala amassada e ainda estava saindo fumaça”, disse um aluno de 13 anos, que estava com a vítima na hora do acontecimento. Já os responsáveis ficaram assustados. “O sentimento é de pavor, impotência e desespero”, disse a advogada Adjomara de Souza, 39, mãe de dois alunos.

“Confiamos na averiguação policial. Pedimos à Nossa Senhora das Mercês (padroeira da escola) a proteção a todas as famílias, que sofrem com a violência”, disse a diretora Jussara Alves Raymundo.

A 78ª DP (Fonseca) informou que as investigações estão em andamento. Em nota, comunicou que a vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito. E o pai do adolescente prestou depoimento.

Últimas de Rio De Janeiro