PM apontado como segurança de miliciano pode ser expulso da corporação

Lotado no BPVE, sargento Fabiano da Cunha Lamarca foi preso na terça-feira ao lado de Renan Ribeiro Vieira

Por O Dia

Rio - Lotado no Batalhão de Policiamento de Vias Expressas (BPVE), o sargento Fabiano da Cunha Lamarca foi preso na terça-feira, acusado de ser um dos seguranças de Luís Antônio da Silva Braga, irmão do miliciano Carlos Alexandre da Silva Braga, o Carlinhos Três Pontes. Com 15 anos na corporação ele responderá na Justiça Militar e será submetido a um Processo Administrativo Disciplinar, que pode resultar em sua exclusão da Polícia Militar.

Com os presos os agentes da Draco apreenderam dinheiro%2C armas%2C celulares e cadernos de anotaçãoDivulgação / SESEG

De acordo com a PM, o sargento foi encaminhado para a Unidade Prisional. Ele foi preso ao lado de Renan Ribeiro Vieira no bairro de Paciência, na Zona Oeste. Os agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e de Inquéritos Especiais (Draco/IE), chegaram até a dupla durante ação de mapeamento na comunidade Três Pontes.

"Uma pessoa que deveria estar ao lado da lei, estava ao lado de criminosos. São pessoas que integram esse grupo de milicianos então, por essa razão, eles foram conduzidos para a sede da Draco e serão autuados. Ao mesmo tempo, será investigada a participação deles no crime de milícia", disse o delegado Alexandre Herdy, em entrevista ao Bom Dia Rio.

VEJA MAIS

Policial militar é preso acusado de fazer segurança para miliciano

Polícia resgata homem sequestrado por milicianos na Zona Oeste

Com Fabiano Lamarca e Renan Ribeiro foram apreendidas uma pistola Glock 380 e uma Taurus.40 para exportação. O irmão de Carlinhos Três Pontes, Luís Antônio, que estava numa barbearia no momento da prisão da dupla, foi levado para prestar depoimento na delegacia.

No último dia 21 de outubro, também em Paciência, a Draco e a Divisão de Homicídios (DH) da Capital resgataram um vigilante que seria morto por milicianos. Ele era apontado pelos criminosos como informante da polícia. Na ação, foram apreendidos seis carros roubados.

Últimas de Rio De Janeiro