Mulher acusa filho de Paulo Melo de agredi-la com cabo de vassoura

Cynthia Ramos registra crime na delegacia de Saquarema. Marcelo Melo foi para Búzios após briga

Por O Dia

Rio - Marcelo Conceição Melo de Sá, de 35 anos, está sendo acusado de espancar e ameaçar de morte a mulher Cynthia Ramos dos Santos, de 28, na véspera do Réveillon. A agressão aconteceu no início da manhã, logo após o casal retornar de uma festa em Saquarema. Marcelo é filho do secretário estadual de Governo, Paulo Melo.

Marcelo também teria ameaçado de morte a esposa%2C CynthiaDivulgação

Em depoimento na 124ª DP (Saquarema), Cynthia relatou que o companheiro rasgou sua roupa e a arrastou nua do carro para o interior da casa da tia. Em seguida, o agressor atacou a mulher com uma vassoura e depois a ameaçou com uma faca. A violência dos golpes foi tanta que o cabo da vassoura quebrou. Foi nesse momento, segundo depoimento, que Marcelo teria pego uma faca e partido para cima da mulher. A jovem ficou com hematomas nas costas, pernas e braços.

A briga foi contida pela tia do agressor, que logo depois saiu de carro, apesar de ter bebido, conforme ressaltou Cynthia no depoimento.

Marcelo e Cynthia vivem juntos há pouco mais de dois anos e têm uma filha de 1 ano. O casal vive em Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde Marcelo administra uma fazenda de gado do pai.

Cynthia mostra costas feridas com cabo de vassoura. Ao lado%2C registro da agressão feito na 124ª delegaciaDivulgação

Cynthia, o marido e a filha estavam passando as festas de fim de ano em Saquarema, na casa de Fátima Melo, irmã de Paulo Melo. Após prestar depoimento, a vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito no IML de Araruama.

Temendo ser vítima de uma nova agressão, Cynthia procurou abrigo na casa dos pais, em Itaboraí. À noite, ficou sabendo por meio de amigos nas redes sociais, que o marido agressor comemorou o Réveillon numa boate em Búzios:

“Estou com dores por todo o corpo, sobretudo, no joelho da perna esquerda, onde ele bateu repetidas vezes com o cabo de vassoura, que partiu no meio”, contou a moça. “Tenho marcas das agressões nas costas e nos braços. Foi horrível, pensei que seria morta. Ele gritava, me batia e dizia que me mataria se eu gritasse”, relembrou a jovem.

Cynthia afirma ter enviado mensagem a Paulo Melo, que a teria orientado a denunciar a violência praticada pelo filho, que vai responder por lesão corporal, ameaça e injúria. Procurado pelo DIA, Paulo Melo informou que o filho é maior de idade e que deve responder pelos seus atos.

Em janeiro de 2014, o irmão de Marcelo, o lutador de MMA Paulo Cesar, o Pituco, foi acusado de agredir um professor, também em Saquarema.

Últimas de Rio De Janeiro